Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PADRINHO



                                                            Ronaldo José de Almeida


Na casa de Salustiano, chegou uma moça de 18 anos, muito bonita, corpo bem feito, cabelos longos e de sorriso encantador.

Foi recebida por dona Arminda, que logo a levou à presença do marido.

-Salu, olhe a moça bonita que nossa afilhada virou, é a filha de compadre Abel, ela vai passar uma temporada aqui com a gente.

O marido visivelmente impressionado com a beleza da moça respondeu:

- É a nossa afilhada mesmo, Arminda? Mas que moça bonita, chegue aqui, minha afilhada, dá um abraço no padrinho.

Muito acanhada, abraçou o padrinho, porém notou as intenções duvidosas do homem e correspondeu com um sorriso lascivo.

A moça chamava-se Rita de Cássia, mais conhecida como Ritinha, e os pais a mandaram para a casa do Salustiano, devido a seu comportamento indevido; era muito namoradeira e estava dando trabalho aos pais.

Salustiano tinha sido consultado pelo Abel, pai da moça, sobre a possibilidade de hospedarem a afilhada por algum tempo, e de bom grado aceitou, imediatamente, porém, quando foi apresentado a ela fingiu nada saber.

Durante almoço, o padrinho e a afilhada trocaram olhares que denotavam sensualidade. Por parte da moça viam-se sorrisos provocativos, que deixavam Salustiano louco.

À noite, durante o jantar, a cena repetiu-se, o padrinho já não agüentava mais de tanto desejo. A moça divertia-se com o acontecido, e o provocava mais ainda.

Quando todos já estavam dormindo, dona Armênia notou que o marido não estava na cama, levantou-se e saiu à sua procura.

Conhecendo o marido como só ela conhecia, foi em direção ao quarto da afilhada e viu Salustiano abrindo a porta devagar para não fazer barulho.

Ela chegou bem de mansinho perto dele e disse:

- Procurando alguma coisa Salú?

O marido assustou-se e respondeu indignado:

- Nada não, meu amor. Você acredita que a nossa afilhada foi dormir sem me pedir a bênção? Que desaforo dessa menina, eu ia lhe acordar e pedir explicação.




RONALDO JOSÉ DE ALMEIDA
Enviado por RONALDO JOSÉ DE ALMEIDA em 27/10/2007
Reeditado em 18/12/2007
Código do texto: T712623

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RONALDO JOSÉ DE ALMEIDA
Montes Claros - Minas Gerais - Brasil
391 textos (155721 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 20:10)
RONALDO JOSÉ DE ALMEIDA