Confuso

O mal por si mesmo se destrói,

Arrogou a coroa de herói

Perdeu o freio, se mostrou muito mais vilão,

Solitário vê o tanto quanto que o orgulho lhe dói,

Confuso vitimou a si na própria confusão,

Sem humildade no alto nada a vive no chão,

Sem valor ético a se direcionar no caminho

Podendo colher a flor escolheu os espinhos.

Fera da Poesia
Enviado por Fera da Poesia em 06/06/2022
Código do texto: T7532070
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.