Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Era um vez....

Uma linda menina, o nome dela era Borboletinha do Amor, parecia uma boneca de porcelana ,usava franja, lembrava até a  Cleópata da nossa mitologia ,esta linda menina adorava fazer poesias, vivia  a sorrir , a cantar, a dançar e fazer o que mais gostava... escrever poeminhas, todos os dias pela tarde, depois da aula, ela corria  para uma    sua fLoresta encantada ,onde havia duendes, fadas,arvores que falavam e muita magia!! a floresta era toda colorida com flores e lindos Girassoisl!! esta era a flor preferida da linda borboletinha!!, lá todos os dias  vinha com seu caderninho lilás e escrevia seus poeminhas, lá também conversava com as flores, cantava, brincava e a  todos encantava ,na floresta também encantada. , onde as arvores falavam, os duendes se escondiam, as fadas brilhavam.., Como de costume, sentava num  banquinho de madeira azul e lá fazia seus poemas.certo dia ,distraída , quando pra cima olhou , avistou um lindo  Beija Flor, que por ela , a primeira vista se apaixonou... os dois ficaram amigos ,ele também era um menino poeta e começaram a brincar todos os dias de fazer poesias e poeminhas, Hahaha !!! quanta coisas lindas aqueles dois faziam!!! era tudo uma grande e maravilhosa magia, todos os dias os dois se sentavam no banquinho azul e ali faziam seus poeminhas... Um dia seu Beija flor sonhador... muito timido e querido com suas belas cores, resolveu falar de seu amor pra borboletinha, ela ficou feliz! porem.... ela ja tinha seu príncipe encantado , ela foi muito sincera falou: amigo Beija Flor, eu amo você , mas apenas como  uma querido amigo, como meu irmazinho,  O mundo do lindo beija Flor desabou , ele eté insistiu mais a borboletinha dali partiu... No dia seguinte ele foi a floresta,  como de costume, mais não viu a borboletinha lá, ficou esperar, esperar.... mais nunca mais ela voltou ,dona borboletinha bateu asas e voou, deixando triste o lindo Beija flor, que pena! aquele amor não vingou...  Mesmo assim lá o Beija continuou..., quando de repente aparece uma abelhuda abelhinha, mais parecia uma fadinha , quando ela o avistou , peguntou: porque choras  querido beija flor? com o rosto tomados por lágrimas, ele falou :minha linda borboleta me abandonou, daqui bateu asas e voou...  sr. Beija estava muito triste!! dona abelhuda abelhinha pensou; vou pegar uma varinha que ganhei de uma certa fadinha e fazer uma magia, mais  acreditem ...nem pra isto esta abelhinha prestava. ,tentou uma, duas, três , apareceu de tudo até urubu menos a borboletinha azul, a tal borboletinha sumiu... com certeza está espalhando sua beleza e amor em  outras florestas, porque era o que ela mais gostava  espalhar amor.. e para mim sobrou o Beija flor ... Pensei: tenho que fazer alguma coisa ,de vez, fiz várias magias, mas ele continuava á  se  afogar  em um mar de lágrimas , não pensei duas vezes, peguei a varinha e bati forte no cabeça dele ,fiquei assustada o  beija desmaiou, pensei: eu matei o Beija flor! para meu alivio,depois de alguns minutos o beija voltou,...e aos pouquinhos suas lágrimas foram diminuindo seu coração  aliviando,  hoje o querido  beija também partiu... foi levar seu amor... assim como a linda borboleta que amou... Quem sabe um dia , em uma outra vida este amor pode vingar... mais hoje dona borboleta e seu beija estão em caminhos diferentes..., cada um adornando seu lugar, e a pobre abelhuda abelhinha, naquela linda floresta ainda esta.... o banquinho hoje ocupado pela abelhuda , ela sempre fica a pensar... que um dia.... quem sabe... dona borboletinha ,seu Beija Flor, naquela mesma floresta vão se encontrar e uma linda e nova amizade pode recomeçar... assim dona abelhuda abelhinha em outras florestas em paz vai voar...



Olá meus amigos depois de um tempo afastada do Recanto das Letras, por motivos de trabalho eu volto com meu primeiro conto infantil, espero que gostem!!


Por Cle em 30/11/2015, bjjjjjjjjjjjjjjj j de saudades em cada coração aos poucos retomando as visitas, bjjjjjjjjjjjjj
cle
Enviado por cle em 30/11/2015
Reeditado em 01/12/2015
Código do texto: T5465836
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
cle
São Paulo - São Paulo - Brasil, 52 anos
771 textos (127116 leituras)
1 e-livros (151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/21 19:14)
cle