Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CRIANÇA MALTRATADA

Sonhava ser uma graciosa bailarina.
Sapatilhas coloridas, cabelos com gel,
Arrumadinhos como se fosse uma princesa,
Sobrancelhas levantadas, olhos pintados,
E para completar, um leve rubor na face.

Imaginava deslizando num palco iluminado,
Ao som de uma orquestra toda engalanada,
E as bailarinas que também compunham o cenário,
Rodavam uma valsa como se fossem fadinhas,
Todas graciosas tirando aplausos da platéia.

Despertava esfregando os olhinhos bem abertos,
E como se estivesse não acreditando no que via,
Pisou descalça no chão frio da madrugada gelada,
Que o pequeno cobertor nem um pouco lhe esquentou,
E sua triste realidade se descortinou quando o sol brilhou.

Não via pássaros cantando nem árvores carregadas de flores,
E o córrego que trazia mau cheiro corria preguiçoso,
Trazendo todas as impurezas dos barracos vizinhos,
Pendurados nos barrancos por falta de espaços,
E a pequena garotinha não tinha nem onde correr.

Seu mundo pequeno tinha somente pequena trilha,
Onde os moradores transitavam sem ao menos sorrir,
Não existindo espaços para deslizar seu corpinho gracioso,
Imaginando ser uma bailarina deslizando suave num palco,
Mas o cenário era cruel e seus sonhos então se apagavam.

Triste destino de muitas crianças que vivem esses sonhos,
Mas as condições de misérias impedem sejam realizadas,
E quando perguntava à mamãe porque não poderia dançar,
Lágrimas de tristeza via naquele rosto crispado de dor,
Por não poder ver realizado o sonho da filhinha,
Que queria apenas deslizar seus pezinhos num palco colorido,
Como suas amiguinhas que eram  graciosas bailarinas

Jairo Valio

05-02-2018








Jairo Valio
Enviado por Jairo Valio em 06/02/2018
Código do texto: T6246326
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jairo Valio
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 83 anos
524 textos (44259 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/18 21:22)
Jairo Valio