Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A vaquinha soberana

Soberana é seu nome. Amarela com manchas brancas é seu corpo. Todos os dias bem cedo lá está ela, esperando na porteira do curral.
Sem hora marcada, mas sempre no mesmo horário o retireiro chega no curral e abre a porteira para ela entrar. Seu filhote, bezerro, espera alegre os peitos da mãe para mamar. O grande úbere comporta em torno de 10 litros de leite. O bastante para matar a fome do bezerro e de muitas pessoas na fazenda.
Após esgotar todo leite, o homem retireiro abre novamente a porteira do curral para a vaquinha soberana sair juntamente com seu filho bezerrinho. Ainda nem nome ele tem. Para o pasto saem e na invernada o dia todo pastam o capim verdinho, até a hora do aparte e novamente no curral pernoitar.
Jose Hilton Rosa
Enviado por Jose Hilton Rosa em 15/05/2018
Código do texto: T6337205
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Jose Hilton Rosa
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
1178 textos (14298 leituras)
4 áudios (78 audições)
2 e-livros (398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/18 09:15)
Jose Hilton Rosa

Site do Escritor