Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Improviso

Não sei como escrever tudo que estou sentindo, vivendo e o que gostaria. A vida real parece muito complexa, coisa que minha capacidade de escrita não consegui acompanhar. Estou escrevendo coisas sem grandes objetivos apenas estou escrevendo. Legal, Legal, Legal...
A verdade e que botar coisas no papel nesse momento me faz bem; estou gostando. Essas ideias um tanto quanto esquisitas não são depressão e nem loucura, e algo como quando alguém para numa praia e reflete sobre a grandeza do oceano. Ou algum outro exemplo relacionado a um sentimento de tranquilidade, ansiedade, e um turbilhão de outros sentimentos como se você estivesse parado e o mundo todo em movimento, mas você não se sente mal seu posicionamento e confortável apesar de não ter total convicção de suas escolhas.
Estranho, Estranho, ideias loucas, ideias racionais. Escrevo, escrevo, não ligo se tem ou não conexão na historia, apenas escrevo libero, falo comigo mesmo. Solidão!? Para muitos sinônimo de depressão, lido bem com esses momentos, me acostumei, nasci  com uma certa altos suficiência, criei minhas próprias visões do mundo, não é loucura simplesmente sou assim. O que para muitos seria um esforço parar e admirar a simplicidade da vida, para mim e como jogar vídeo game, todos se voltam para alguma coisa, eu escolhi tudo, uma escolha que como o talento de um artista, ela nasce com você sem sua consciência se dar conta.
Relendo o que escrevi percebo que estou muito confuso, apesar de ser calmo, e estar bem comigo mesmo. Estou um preguiçoso, não quero pensar muito na organização das frases e em quais palavras irei usar. Eu tenho uma vida confortável, não estou orgulhoso pelo fato desse conforto não ser fruto de meu suor e sim do meus pais. Não me sinto mal com isso, pois estou vivendo um momento de transição para o que realmente  gostaria de estar fazendo, mas esse momento e muito importante um momento de solidez, aprendizagem, união, reflexão, e de realmente ter fé no que eu sonho.
Não sou um homem de 40 anos como minha fala pode induzir a assim pensar, tenho 18 anos, isso demostra minha preocupação de não passar uma imagem negativa, diria que sou um jovem !  Não que ter 40 anos e etc. seja algo ruim apenas quero me identificar. Não para dizer que sou um gênio pensador ou algo do tipo, mas porque não sei explicar muito em relação a isso.
Só quero escrever não to muito afim de aprofundar em analises sobre mim mesmo coisas que já foço, portanto me conheço e quando ler o que escrevi num futuro irei ter o retrato fiel de um momento vivido em uma tarde para os leitores 15:02 a tal hora.
Yuri Christian
Enviado por Yuri Christian em 10/03/2018
Código do texto: T6276073
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Yuri Christian
Coronel Fabriciano - Minas Gerais - Brasil, 19 anos
2 textos (50 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/18 15:40)
Yuri Christian