Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Diário de uma Nova Vida Parte 1

Nunca gostei de escrever, sempre preferi jogar bola ou ver tv. Mas definitivamente não tenho em quem confiar. Vocês podem achar estranho, estar prestes a expor minha vida para pessoas que não conheço. Pois bem, não os conheço esta é a melhor parte. Posso passar ao lado de vocês e nunca me reconhecerão. Voltando ao motivo que me levou a escrever aqui aconteceu ontem.

 Era uma tarde comum. Sol forte, brisa suave. havia desistido de surfar e estava em casa. A campainha tocou e era Amanda, sempre me perguntei como pude arranjar uma namorada tão bonita. Ela parecia estranha, seu rosto pálido. Perguntei o que havia acontecido e abaixou a cabeça. Fiquei nervoso, tínhamos sofrido uma crise há menos de um mês, mas, acabamos reatando.  As lágrimas caiam de seus olhos e comecei a me apavorar, pedi que falasse, mas não conseguia.

 - Fale Amanda! Assim me deixa louco.
 - Precisamos por um fim na nossa relação. Estamos juntos há 1 ano, 1 mês e 6 dias contando desde o primeiro beijo. Já passamos tempo demais juntos. Quero experimentar coisas novas. È a única solução.

 - Solução? Pensei que estávamos bem. O que fiz dessa vez? Quero o real motivo.
 - O erro foi meu. Não precisa saber. Merece alguém legal.
 -Que papo é esse Amanda? Fala a verdade!
 - Precisa saber de uma coisa, quando demos um tempo e o Alex me emprestou a casa de praia dele. Acabei conhecendo um cara e fiquei com ele. Mas foi uma única vez.
 - Isso não importa, também sai com outras garotas, isso é passado.
 - Você não esta entendendo estava carente, bebi um pouco e fiz tudo errado. Se pudesse voltar atrás.

 Comecei a ficar preocupado com aquela conversa, bem que o Alex poderia ter me contado sobre ela e esse cara somos amigos desde sempre, mas, ele também é amigo dela e segredo é segredo.

 -Você vai me odiar eternamente.
 - Pára de enrolar e fala Amanda.

   Eu andava por todos os lados do apartamento tentando achar uma explicação. Minha namorada tinha transado com outro cara. Amanda levantou-se do sofá e sem coragem de olhar nos meus olhos disse que ia embora. Não a deixei ir, até concluirmos aquela conversa. Apertei-a pelos braços até falar. Ela começou a gritar e a soltei.

 - Quer saber mesmo. Queria te poupar, mas não dá.  Estou grávida Rodrigo!

 Gelei, Não esperava que isso fosse acontecer tão cedo. Só tínhamos dezessete anos. Não sabia se a consolava, ou pulava de alegria. Em segundos imaginei levando o guri para escola, ensinando a pegar onda. Sorri para aliviar a tensão. Duro seria contar aos meus pais, mas, naquele momento precisava acalmar Amanda.

 - Apesar do choque estou feliz, o Alex pode ser o padrinho. Juntos vamos ser bons pais prometo.

Passei as mãos na sua barriga e dei um beijo em sua testa, mas ela não se acalmava. Foi quando gritou:

 - O Alex é o pai.

Meus batimentos cardíacos pareceram parar, o rosto de Amanda havia se tornado um vulto. Meu melhor amigo e minha namorada. Fiquei mudo, abri a porta e sai.
Guto Angelico
Enviado por Guto Angelico em 04/11/2007
Reeditado em 12/11/2008
Código do texto: T723248

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Guto Angelico
Salvador - Bahia - Brasil, 31 anos
47 textos (3071 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 10:50)
Guto Angelico