Ano amarelo, PEÇA AJUDA

senta aqui. vamos conversar um pouco. vou tentar fingir que não espero por esse momento quase que a minha vida inteira. vem, chega mais perto, não se preocupe eu não vou te pedir nada em troca. só quero conversar. poxa como é bom ouvir sua voz. estou te assustando? me desculpe, é que eu não sei me expressar muito bem, deve ser o nervosismo falando mais alto. estive lendo muitas coisas sobre o amor, acho que na tentativa de entender se era isso que sentia quando te via passar em frente ao meu portão todas as manhãs. sempre com pressa, sempre parecendo que iria salvar o mundo. não, eu não te perseguia. sei o que isso parece. não era uma obsessão. mas sabe aquela pessoa, que de repente você olha e quer conhecer mais, saber mais sobre ela? isso não está ajudando em nada... me de aqui sua mão. vamos, não se preocupe não vou te machucar. aqui, sinta meu coração. eu sei, acho que nunca bateu tão rápido antes, parece que vou ter um ataque cardíaco hahahaha, brincadeira. relaxe. estamos seguros aqui. ninguém vai nos ver. o que? eu ainda não disse do que se trata? sabe, houve um tempo que eu até pensei que poderia ter amar. mas então percebi que... você não me parece confortável com essa situação. está suando e tremendo. realmente acha que vou te fazer mal? eu trouxe um presente. espero que goste. aqui está, pode abrir. sei que não é grande coisa mas é de coração. o que foi? não gostou? é uma bela arma, tem silenciador e tudo. como disse, ninguém vai nos ouvir daqui. vou te mostrar como usa. segure firme aqui, está carregada,vê? aqui você destrava, e depois aperta o gatilho. não tem nenhum mistério. segure na altura da sua cabeça, encoste o cano na testa e atire. não vai doer, eu te prometo. na verdade vai se sentir muito melhor depois, acredite. era isso que você queria, algo que te desse paz. aqui está. pode pensar a respeito. leve o tempo que precisar. estou aqui com você. isso. muito bem. feche os olhos e aperte o gatilho como te ensinei...

está em paz agora.

Desconhecida 1997-2020

Uma jovem de 23 anos se matou na manhã dessa sexta-feira. moradores da região disseram que viram ela caminhando sozinha carregando uma caixa pequena nas mãos e chorando muito. o corpo foi encontrado num banco de um parque com um tiro na cabeça a arma estava em seu colo. ninguém foi visto com a jovem. não deixou nenhum bilhete, a família não soube informar os motivos do suicídio, a jovem saía todas as manhãs para trabalhar, sempre apressada, parecia ter uma vida normal, tinha amigos e uma filha de 2 anos.

Se precisa de ajuda, estou aqui.

Emilly B
Enviado por Emilly B em 28/12/2021
Código do texto: T7416633
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.