Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Realidade jovem

Ao dia sempre ali
E quase sempre à noite também
A máquina implora por uma trégua
Mas sua mente quer sempre mais

Cheiro de fumaça
Transistores queimando
Mente e disco rígido nos limites
Da baderna tecnologia viciante

Sai agora desse computador garoto!
Grita em desespero sua mãe, em vão
Ignora, não lhe presta atenção
Seu pai puxa a cinta, afoito
E lhe aplica a punição

Ele resmunga, chora e obedece
Por hora ele se quieta
Mas em um minuto já volta

Juventude em risco
Perigo de destruição
Nossos jovens estão em confisco
Entrando em extinção

Computadores tudo no mundo movem
Século vinte e um, nova era
Bem vindo a uma era sem jovens.
Marcio Elias Martins
Enviado por Marcio Elias Martins em 24/11/2007
Código do texto: T750647

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcio Elias Martins
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 36 anos
41 textos (1540 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 05:58)
Marcio Elias Martins