Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LúcyaAdães-ChicoDoCrato-MeuMal-MeuRemédio

LúcyaAdães-ChicoDoCrato-MeuMal-MeuRemédio
https://www.recantodasletras.com.br/audios/cancoes/79431
ChicoDoCrato, Música, Voz, Violão, Sintetizador, Arranjo e mixagem do poema de Lúcya Adães.
Audacity 080 Ritmo 063+50 em Lá+. Gravação caseira. Gravar em estúdio.
Copyright: proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição, criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão.  A proteção anticópia é ativada.

“Boa noite, doutora!”
"Boa noite!” (que sorriso!)
Um aperto de mão...
(outro no coração...)¬
Uma vontade incontida
de abrir o jogo,
mas, nada digo.

Um espanto:
“Como está magro! Esteve doente?”
Digo lhe que não,
num grande desencanto.
“Deixei, apenas, de tomar leite...”,
arrisquei timidamente.

Passado algum tempo:
“Você não esteve doente?”
Novamente, descontente,
disse lhe que não.
Talvez até tivesse mentido
porque escondi, seguramente,
o mal que há tanto tempo tenho sofrido...

E, assim,
para que, pelo menos,
esta mentira tenha um fim,
nestes versos, cara doutora,
a você, hoje, venho expor
ou melhor, me abrir:
A causa do meu mal é o desamor...
Suplico lhe, portanto,
estancar me o pranto,
pondo um fim à minha dor...

Meu mal é terrível!
Acho até que é incurável...
...e só um esculápio
como você, doutora,
poderá salvar me.
Só você poderá curar me!
Sabe por quê?

Sofro a solidão
de um incompreendido amor,
por amar a uma doutora
que só vê doença em mim...
E isso é tão ruim!...
Eu sofro tanto!
Há tanto tempo
derramo grosso pranto...
Vejo me sempre sozinho...
É tão triste esta vida minha!
Sabe, doutora,
você bem que tem razão...
Estou doente, sim!

E o que é pior:
já estou chegando ao fim...
Portanto, atente
para o que lhe vou dizer:
bem que eu queria ter outra sorte...
Este amor está me levando à morte...
Não queria, desse amor, morrer.
Por favor, doutora,
ponha um fim à minha dor!

Bis  no final
Você bem que pode salvar me!...
Só você pode curar me!
Sabe por quê?
O meu grande mal
é lhe querer bem...
É, baseado, porém,
na medicina natural,
acabei de saber,
que o meu santo remédio
é uma boa dose de você!


ChicoDoCrato e Lúcya Adães
Enviado por ChicoDoCrato em 29/04/2018
Reeditado em 29/04/2018
Código do texto: T6322192
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Áudio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ChicoDoCrato
Salvador - Bahia - Brasil, 62 anos
740 textos (13851 leituras)
745 áudios (14286 audições)
42 e-livros (943 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/18 23:47)
ChicoDoCrato