Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BALLADA 9

(Em breve, disponível em áudio)

Tão de repente me vi sozinho
com o mundo à minha frente para enfrentar
Solto pelas ruas me sinto pequeno
diante das manhãs de sol a raiar
Ninguém pode me ver sofrer
Ninguém pode me ver chorar
Todos os abraços do mundo
não conseguiriam me consolar

Doeu demais e insiste em doer
Como apunhaladas no coração e na alma
que vão permanecer até eu morrer.
Mesmo se, mil vezes, eu perder a calma
Passar uma borracha no que passou
será em vão, pois não dá pra esquecer
Nenhuma grande riqueza iria suprir
meu bem valioso que eu acabara de perder.

Tão de repente
As peças não se encaixam
Me sinto tão perdido

Quando o vento sopra em meu rosto
posso sentir seu cheiro pelo ar
Quando a chuva cai em meu corpo
posso ouvir o seu respirar

Posso me lembrar como se fosse hoje
você ensinando palavras e cores pra mim.
O tempo passando, e eu crescendo
e passou a mostrar músicas pra mim.
Hoje sou o que você não pôde ser
e sinto que estou fazendo muito bem
Me sinto feliz por fazer o que amo
e acredito que ficaria feliz também.

Saudade
Agora as peças se encaixam
não estou mais perdido

Quando o vento sopra em meu rosto
posso sentir seu cheiro pelo ar
Quando a chuva cai em meu corpo
posso ouvir o seu respirar
Quando pássaros cantam em seus ninhos
eu ouço o teu cantar
Quando o sol brilha no horizonte
eu vejo o teu olhar

Hoje você é um anjo voando ao meu redor
sinto sua falta, mas sei que você está
em um lugar melhor.
Mael Júlia
Enviado por Mael Júlia em 05/09/2007
Reeditado em 05/09/2007
Código do texto: T639117

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mael Júlia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 37 anos
31 textos (1043 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 00:11)
Mael Júlia