Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desabafo de poeta

Querida, estou de porre outra vez
Cansei da política e me cansei deste mês
É outra noite vazia nesse meu albergue português
A tv fala da minha vida como se eu fosse um bom burguês
Minha nobreza vadia é o titulo pobre de todos os reis

E eu estou cansado dessa sutileza
Sou um poeta do caos e do açoite
Joguem bombas em Cairo e Veneza
E eu só quero você está noite!

Querida, estou com raiva novamente
Aversão à filosofia e ao velho continente
Toda noite é fria e a saudade range os dentes
A tv fala da minha vida como se eu fosse adolescente
Minha maturidade fudida já fudeu bem mais eu do que minha mente

E eu estou cansado dessa sutileza
Sou um poeta do caos e do açoite
Joguem bombas em Cairo e Veneza
E eu só quero você está noite!

Querida, meu pecado é burguês
E a sutileza é abstenção
Estou longe de ser o modelo do mês
To mesmo em busca da imperfeição
Joguem bombas em Pizza e Londres
Deixe que minha vida siga pra Deus sabe onde!
Maycon Batestin
Enviado por Maycon Batestin em 14/09/2007
Código do texto: T652424
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maycon Batestin
São Paulo - São Paulo - Brasil, 33 anos
2645 textos (108293 leituras)
3 e-livros (207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 07:48)
Maycon Batestin