Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como amor dela

O universo desta grande,
E ano após ano ela reta,
De todos os olhos de ande,
De coração de ser correta.

Como o amor de mortadela,
Vence cada ser de também,
E simples vencer de dela,
O ao amor que se aquém.

Refrão
Bons amores de que amor,
Mesmo o sentido de flor,
A rua que moro em ardor,
Ser simples como o calor.

Nos sérios amores bem,
Fazes daqui como sentem,
O amor como fosse oratório,
E fazer daqui nosso notório.

O cerce de um ser pecador,
Mesmo o sentido clamor,
Raízes de que condição,
O amor não tem comparação.

Refrão
Bons amores de que amor,
Mesmo o sentido de flor,
A rua que moro em ardor,
Ser simples como o calor.

Cremos em um bom Deus,
E ainda corremos ao vento,
E aquiescentes como seus,
E amar com cada alimento.

Ser para ela um bom coração,
E amá-la como fosse adia,
De pazes serena na ação,
E descobrir como cada faria.

Refrão
Bons amores de que amor,
Mesmo o sentido de flor,
A rua que moro em ardor,
Ser simples como o calor.

Gumer Navarro
Enviado por Gumer Navarro em 21/06/2020
Código do texto: T6983686
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Gumer Navarro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
4611 textos (15572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 08:55)
Gumer Navarro