Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Imagem: Google

 

Sonho Impossível

"Eu tenho uma espécie de dever, de dever de sonhar, de sonhar sempre, pois sendo mais do que um espectador de mim mesmo, Eu tenho que ter o melhor espectáculo que posso. E assim me construo a ouro e sedas, em salas supostas, invento palco, cenário para viver o meu sonho entre luzes brandas e músicas invisíveis."
(Bernardo Soares - Fernando Pessoa - do Livro do Desassossego)

Sonhar mais um sonho impossível
Lutar quando é fácil ceder
Vencer o inimigo invencível
Negar quando a regra é vender

Sofrer a tortura implacável
Romper a incabível prisão
Voar num limite improvável
Tocar o inacessível chão

É minha lei, é minha questão
Virar este mundo, cravar este chão
Não me importa saber
Se é terrível demais
Quantas guerras terei que vencer
Por um pouco de paz

Amanhã se este chão que eu beijei
For meu leito e perdão
Vou saber que valeu
Delirar e morrer de paixão

E assim, seja lá como for
Vai ter fim a infinita aflição
E o mundo vai ver uma flor
Brotar do impossível chão.

Artista: Maria Bethânia


Composição: Mitch Leigh


Álbum: A Cena Muda
Lançamento: 1974


Link da canção no YouTube:

https://www.youtube.com/watch?v=lDXtskH298k
Alvaniza Macedo
Enviado por Alvaniza Macedo em 30/06/2020
Código do texto: T6992311
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Alvaniza Macedo
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
440 textos (6306 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/07/20 16:36)
Alvaniza Macedo