Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma (possível) razão para o elevado nível de reprovação de candidatos na PROVA DE REDAÇÃO


                            É voz corrente (quase unanimidade) o que se apregoa em torno do assunto objeto do título acima: "o elevado índice de reprovação na prova de Redação em concursos (Vestibular / ENEM, IFBA...etc.,) deve-se basicamente ao baixo domínio linguístico-gramatical dos candidatos".

                            Tal conclusão leva a inferir, a priori, que esses candidatos não apresentam domínio suficiente sobre alguns conteúdos da Língua, tais como :

- Coerência
- Coesão
- Limitação vocabular
- Reduzido conhecimento sobre conteúdos como concordâncias, regências, tópico frasal, expressões introdutórias dos parágrafos subsequentes ao tópico frasal...e assim por diante.

                             Na nossa modesta avaliação, trata-se de uma conclusão simplista.

                             Queremos crer que o cerne da questão é O QUANTO o concursando tem de domínio / conhecimento sobre o tema apresentado para a redação.

                             De nada adianta o aluno ter um excelente domínio linguístico-gramatical se ele pouco ou nada sabe a repeito do tema dado. E a consequência imediata disso será a FUGA DO TEMA.

                             E como trabalhar essa carência limitativa do aluno?

                             Permitam-me os amigos dar a conhecer uma experiência que aplicamos COM SUCESSO até o ano 2012 ( quando de lá nos despedimos, por motivo de aposentadoria) com alunos de todas as séries e turmas do Colégio particular CEI - Imbuí (do grupo TURMA DA MÔNICA), obviamente que respeitados os limites conteudistas pertinentes a essas séries :

                              Numa das 5 aulas semanais de nossa disciplina, - Língua Portuguesa -, o aluno (após ler em casa, à livre-escolha alguma matéria publicada em  jornal local ou nacional ou revista), deveria apresentar, oralmente, para os colegas um resumo da notícia lida.

                              Obviamente que o tema de cada apresentação era diferente um do outro : um tratava de algum assunto linguístico, outro, de ciências, outro de tecnologia, enfim...

                               Com tal prática, além de se trabalhar a oralidade, avaliava-se a capacidade vocabular e de resumo do assunto pelo aluno. E, O MAIS IMPORTANTE ( que justifica esta publicação ) : Cada aluno, com a apresentação do colega, ia ampliando seu horizonte de conhecimentos diversificados, FUNDAMENTAL PARA UMA ADEQUADA PRODUÇÃO REDACIONAL.

                                Temos  consciência de que informação / sugestão, aqui compartilhada, por si só não resolve o problema da dificuldade de produção de texto (redação) pelo aluno / concursando, mas, queremos crer, simultaneamente ao ensino das outras técnicas linguísticas, já mencionadas (noção de tópico frasal, estrutura de parágrafos subsequentes...etc...) há uma grande possibilidade de um resultado positivo em mais curto espaço de tempo.

pedralis
Enviado por pedralis em 01/11/2019
Código do texto: T6784552
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedralis
Salvador - Bahia - Brasil
3793 textos (5225529 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/11/19 13:27)
pedralis