Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Poucos admitem que a morte seja o fim da existência humana

Ainda que o cidadão seja culto e muito inteligente em diversas outras áreas, não significa que ele possua capacidade de conviver com a realidade.
E mesmo o cérebro humano já tendo aprendido trabalhar no estilo causa e efeito.

Pois a Inferência Bayesiana é a capacidade de substituir as arcaicas versões anteriores por novas evidências, mais realistas...
Para proteger os incapazes de conviver com a incomoda realidade, de que um dia iremos morrer, e deixar de existir...
E apesar da realidade ser um Poder Supremo, e ter os seus próprios mecanismos...
Alguns têm dificuldade de aceitar que um dia teremos de morrer...
Ou necessita acreditar que haveria um mitológico “Papai do Céu”, pronto para ajuda-lo...

Primeiro o cérebro angustiado do sofrido cidadão fabrica versões que satisfação os seus instintos, inclusive o instinto de quere viver para sempre, e a necessidade animal de ser recompensado...
E só depois, caso o cérebro do mesmo tenha adquirido capacidade de eliminar as mentiras religiosas, é que ele desperta para a realidade da vida.
Sem que seja preciso preencher as lacunas do seu conhecimento, com Arquétipos.

O primeiro estagio da evolução cerebral humana nos aprisionou em uma realidade virtual perceptiva, onde as absurdas e mitológicas recompensas emocionais eram mais relevantes do que a dura realidade da vida.
E fez com que acreditemos nas ilusões, que ajudam nos adequar ao mundo em que vivemos.

Porem como a Sabedoria é obtida através da dúvida, do experimento, e da eliminação dos erros.
E não da fé irracional, do fundamentalismo religioso, ou de alguma crença fossilizada...
Pois duvidando, questionando, e realizando experimentos, eliminamos os erros, e finalmente chegamos à realidade...
Fica claro que a maior, e mais importante característica do ser humano é a sua capacidade de racionalizar, e não o automatismo, ou a submissão de acreditar, por medo ou falta de opções.


Ser mais veloz, mais forte, mais inteligente, mais bonito, mais agressivo, trabalhador, etc., serve para determinar que degrau o cidadão ocupará na Pirâmide da vida, e não se o individuo vai sobreviver ou se extinguir...

Pois apesar de ser verdade que tanto a Evolução como a Mudança, as Mutações favoráveis, o Acaso, e a Sorte funcionam como um super controle de qualidade...
A “Adaptação” não precisa ser um aperfeiçoamento, mas sim, a capacidade do individuo conseguir absolver energia, evitar ser devorado e deixar descendentes...
Ou seja, tudo o que algum individuo precisa fazer para continuar existindo, é se encaixar no ambiente em que vive, ainda que isso possa acontecer de forma sofrida, ou neurótica...


 
Lisandro Hubris
Enviado por Lisandro Hubris em 14/08/2019
Código do texto: T6719943
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lisandro Hubris
São Miguel - Açores - Portugal, 86 anos
621 textos (232466 leituras)
33 e-livros (26318 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/08/19 02:08)
Lisandro Hubris