Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Persistência

Não havia nada que eu pudesse fazer,
mas eu fiz.
Alcançar tal coisa era impossível,
e eu a busquei.
Não havia mais esperanças,
e eu as mantive.
Não restava tempo para mais nada,
mas eu lutei até a última hora.
Não queriam mais. Eu insisti.
A última palavra havia sido dada,
mas eu ainda assim falei.
Enfim... Estou passando pela vida
e tudo vai se fechando.
Mas a felicidade está em mim.
Pois se nada tenho, por tudo lutei.
E sem me arrepender de nada,
num futuro poderei dizer: TENTEI.
Barth
Enviado por Barth em 16/02/2007
Código do texto: T383475

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (sempre que você usar um de meus textos, favor citar a origem do mesmo: BARTHD2... www.recantosdasletras.uol.com.br/autores/barth). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Barth
Apucarana - Paraná - Brasil, 35 anos
104 textos (29116 leituras)
3 áudios (1096 audições)
4 e-livros (314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/19 08:55)
Barth