Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A tão esperada resposta, (primeira versão da mensagem)

Resposta dada em meu nome pessoal e em nome do Centro Acadêmico Livre de Cinema e Vídeo David Llevelyn Wark Griffith, da Universidade do Sul de Santa Catarina, centro do qual sou o Presidente.
Em resposta, indignação e retratação aos alunos quanto a um conflito passado de cunho financeiro.
(registro apenas com fins históricos e públicos).

obs.: como o título desse artigo avisa, esta é a versão original da mensagem que eu iria tornar pública aos acadêmicos.
Horas após minha ira pessoal, repensei bem e enviei a mensagem de reconciliação contida no link,
http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=399460


A tão esperada resposta.


Caríssimos colegas, amigos, inimigos e por ventura professores,

Venha pro meio desta, me “defender”. É muito mais no sentido de “dar uma satisfação” para todos do que “me defender”, já que isso é o que menos preciso.
“Faça o que quiseres, há de ser tudo da Lei.”  Sendo assim...

Lucas, Érica, (Érica?!!!), Thiago, Gustavo...até vocês?
De extrema admiração que pessoas com as quais falei na quarta-feira, solitária em um dos corredores em breve conversa amigável, de outras que na segunda semana tive novo contato e outra que recebi doação de revistas para a sala do CA, estejam aqui hoje, perdendo seu tempo, em idas 4, 5 horas da madrugada, (nossa! nem eu agüento isso!!!), me difamando sem fundamento e com a maior cara-de-pau possível.
Quem me dera se fosse cara-de-pau apenas! Mas não, é a Guerra da falsidade que entra em jogo agora!
Os que aqui falam definitivamente não gostam de mim, em caráter pessoal mesmo.
Não pensem vocês que a opinião de 7 ou 30 pessoas representam o pensamento geral de todo o curso.
A briga é nossa e não deve ser levada para o resto dos que sequer sabem do que acontece.
Não adianta virem contra mim com boatos falsos, começando textos com “Que vergonha, Rônaldy”, e coisas do tipo pra chamar a atenção nos moldes de fajutos e desprovidos de ética textos sensacionalistas que isso, infelizmente, não rola.
Não gostam de mim, sou um caminhão e nessa descida nenhuma outra carreta virá contra mim!
Confesso que eu curto, me amarro, amo de paixão essa coisa de “ying yang”, trevas e luz, lados opostos! Afinal, oposição faz bem, e vocês apenas estão exercitando meu dever de Moral, Justiça e Argumentação.Desculpem mas estão me fazendo crescer. Podem aumentar o peso do supino ai por favor?
O Sr. Ph só esteve ao final do trote, praticamente, recebendo meio que sorrateiramente a grana. Muito embora alguns pobres inocentes hobbits tentaram ousar em pensar na possibilidade de fazer com que “O Rônaldy não visse nada.” BÉEEEEEEEEEEIIN!
Erraram!
Mas eu vi, fiz marcação cerrada, e os peguei.
Não obtive sucesso, mas não deixei quieto. Falei, falei e falei.
Não se preocupem, pois, muitos estão do meu lado, eu os reconheço olhando em seus olhos.
Não se preocupem pois, a sétima fase está completamente ignorada. Com exceção de alguns poucos lá dentro, como Daniel, Éder entre outros.
“Ignorada” eu digo de maneira geral. Mas obviamente eu na condição de bom líder que sou jamais impedirei que usufruam das realizações do CA D.W. Griffith.
Ontem mesmo passei em todas as salas, menos na de vocês, sétima fase. Sim, eu sei que vocês estavam no estúdio, e mesmo assim não fomos eu, meu vice e assessor.
Eu, no CA, sei exatamente QUE HORAS FALAR, ONDE FALAR E COM QUEM FALAR, beleza?
Não vejo mal algum no ORKUT, é um meio perfeitamente viável de comunicação.
Quem pensa ele ser uma grande brincadeira está muito bem enganado e não sabe as coisas boas que com ele pode tirar.
Aliás, prometi a mim mesmo não fazer um tópico referente a isso, mas, poderia eu como aluno deixar que essas coisas aconteçam? Quem dirá como líder! Não, não poderia passar em branco.
Eu falo e sempre falei o que tem de falar na cara e doa a quem doer. O fato é que nem sempre é algo bom olhar na cara de certos...muitos sempre tem a possibilidade de fazer isso comigo, mas não o fazem. Não quero citar diretamente, mas poderia ter havido algo bem mais inteligente e menos na surdina do que de fato foi.
De cabeça baixa mesmo vocês nunca me viram andar! Agora não esperem que parta de mim, uma discussão no meio do corredor, com direito a platéias passageiras!
E também mesmo não seria nada dinâmico, sensato e educado á vista de outros que nada tem a ver com isso, degladiar brigas em locais públicos...logo, se duas pessoas não gostariam de se olhar cara-a-cara, porque não usar meios eletrônicos atuais?
Afinal, não posso me deixar abater ou me entregar por tão pouco!
Se a verdade lhes dói, tragam os curativos.
A vida está ai.
Bem vindos ao mundo dos adultos!
E pode crer também que muitas vezes eu esqueço das sacanagens que muitos aprontam comigo e assim, nesse esquecimento acabo mesmo cumprimentando-os sem malícia ou falsidade, agora, de cabeça baixa, já era!
Pobres dos que passam por mim querendo exercer sua altivez ou “coragem que encoberta sua falsidade e desonra”. Não ganham nada com isso. Desafortunadamente...
Pior que são poucos né...tão poucos...sei quantos gostam de mim e estão comigo!
Meus sinceros agradecimentos.


a carta terminaria ainda com algumas linhas a mais, e deixando clara a mensagem de "Por favor me deixem prosperar."


é isso.
nada como se retratar e se humilhar pela Paz...duramente difícil, mas extremamente necessário.


Rônaldy Lemos.










Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 04/03/2007
Código do texto: T401110

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 37 anos
1236 textos (77602 leituras)
70 áudios (466 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 19:35)
Rônaldy Lemos