Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sermão Aos Ricos

Sermão Aos Ricos

Podeis comprar a morte, já que tendes condições de pagar alguém para que mate outrem.
Podeis, de certa forma, comprar a vida, Pois, tendes condições de morar em edifícios seguros, providos de saneamento básico, dispor da melhor alimentação possível e pagar os melhores hospitais, ou seja, vos é permitido ter segurança, alimentação, saúde  e habitação, que são, sem dúvida nenhuma, fatores essenciais para se viver uma vida digna.
Podeis comprar a intelectualidade, Por terdes condições de pagar as melhores escolas, comprar os livros mais importantes dos maiores filósofos, teólogos, matemáticos, historiadores, gramáticos, cientistas, teóricos e poetas de todo o mundo em todas as eras e passar nos mais concorridos processos seletivos ou até mesmo estudar fora de vosso país de origem.
Podeis comprar a beleza física, devido ao simples fato de terdes condições de pagar os mais evoluídos tratamentos neste sentido e comprar os mais finos e caros cosméticos, que até ouro trazem em suas fórmulas.
Podeis comprar a “felicidade” material, a “amizade” aparente e o “amor” lascivo, luxurioso e fictício, tendo as criaturas do “sexo oposto” ao vosso dispor, beijando os vossos pés.
Diante disso, talvez perguntar-me-eis:
“Então, o que não posso eu comprar? Por que muitos insistem em afirmar que o dinheiro não compra tudo na vida? Não seriam estas pessoas um bando de néscios que articulam este raciocínio por terem inveja de quem possui riquezas?”
De pronto vos responderei:
“Podeis comprar tudo o que advém da matéria, mas, não vos é permitido comprar o que há de mais importante em nós, a consciência”.
Cedo ou tarde ela vos interrogará sobre vossos feitos e assim vos perseguirá a verdade e não podereis dela escapar.
Não há como subornar a consciência para que esta venha a vos dizer apenas o que quereis dela ouvir.
A consciência é a porção divina que existe dentro de nós.
Sendo assim, não há como comprar a divindade.
Enquanto não estiverdes em paz com vossas consciências, não apresentareis a capacidade de discernir entre a amizade verdadeira e a falsa, o amor verdadeiro e o fictício, não tereis paz e não conhecereis o espírito de uma verdadeira união, puro e verdadeiramente desinteressado materialmente.
Por isso, aprendei a celebrar o ganho material, quando este é obtido de maneira honesta.
Pois, é fruto de sangue, suor e energia, coagulados.
Celebrai este ganho fazendo a caridade e ajudando o próximo.
Lembrai-vos de que o dinheiro ganho com desonestidade pode construir castelos materiais, mas, leva o ser à ruína espiritual.


Hebane Lucácius
Hebane Lucácius
Enviado por Hebane Lucácius em 08/01/2018
Código do texto: T6220072
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Hebane Lucácius
Inhumas - Goiás - Brasil, 34 anos
212 textos (7215 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 11:53)
Hebane Lucácius