Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À TONTA...

Ah, como ama!
Ela é só uma louca demente,
cada dia de um jeito,
dando porradas e pedradas...
Uma insana que depois de ter
aprendido a amar, vê seus sonhos
como um copo que vira
a se derramar,
e a paixão fugir aos pingos, esmolas esfarrapadas,
migalhas de atenção!
!!!!!ATENÇÃO!!!! ATENÇÃO!!!!
Uma débil, que ora grita,
ora cala...
Agita, quando o coração fica mudo,
e fala quando as lágrimas rolam...
Uma lunática, que devia aceitar,
devia não perturbar, devia se humilhar,
devia se afastar, devia acreditar,
devia tanta coisa,
que de tanta estourou sua conta
bem no meio do nó da garganta...
E ela não se lembra dos momentos?
Dos banhos, da espuma, da bolha na nua?
Dos tons e horas?
Quer tudo na hora?
E o que dá em troca,
além de um amor infinito
e talvez um cabelo bonito?
Uma louca...
Uma loucaaaaaaaaa,
que se acha interessante,
um tanto diferente e irreverente
Samba, canta, limpa, pinta
e ama...
Ah, como ama!

2/09/07
Silvana Cervantes
Enviado por Silvana Cervantes em 02/09/2007
Código do texto: T634784
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvana Cervantes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
404 textos (36727 leituras)
5 áudios (2203 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 20:08)
Silvana Cervantes