Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O INOCENTE

Conta uma antiga lenda que, na Idade Média, um homem, muito religioso, foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher.
Na verdade, o autor era pessoa influente no reino e, por isso, desde o primeiro momento se procurou um "bode expiatório" para acobertar o verdadeiro assassino. O homem foi levado a julgamento, já temendo o resultado :- a forca. Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo desta história. O Juiz, que também estava combinado a levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado que provasse sua inocência. Disse o juiz :- "Sou de profunda religiosidade e, por isso, vou deixar a sua sorte nas mãos do Senhor. Vou escrever em um pedaço de papel a palavra inocente e noutro pedaço a palavra culpado. Você sorteará um dos papéis e, aquele que sair será o veredicto. O Senhor decidirá o seu destino, determinou o juiz.

Sem que o acusado percebesse, o juiz preparou os dois papéis, mas em ambos escreveu CULPADO, de maneiras que, naquele instante, não existiria nenhuma chance do acusado  livrar-se da forca. Não havia saída. Não havia alternativa para o pobre homem. O juiz colocou os dois papéis em uma mesa e mandou o acusado escolher um.
O homem pensou alguns segundos e, pressentindo a vibração, aproximou-se confiante da mesa; escolheu um dos papéis e, rapidamente,o colocou na boca e o enguliu. Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e, indignados com a atitude do homem.
 - Mas, o quer você fez? E, agora? Como vamos saber qual o seu veredicto? - É muito fácil, respondeu o homem. Basta olhar o outro pedaço que sobrou na mesa e, saberemos o seu contrário. Imediatamente o homem foi liberado.   (Autor desconhecido)
MORAL DA HISTÓRIA
Se você for inocente.por mais difícil que seja uma situaçã9, nunca deixe de crer na sua verdade até o último momento. Saiba que, para qualquer problema, sempre há uma solução. Se você tem certeza de que está com a razão, nunca desista; não entregue os pontos; não se deixe derrotar. Seja persistente no que acredita, apesar de tudo e de todos; a história acima nos serve de um bom exemplo. Se for inocente, confie no nosso Deus da Justiça e da Verdade e a solução aparecerá. Por isso, fica aqui um conselho, que acho muito importante e necessário, para que Deus nos ouça e nos ajude sempre: "Quando nos sentirmos culpados por atitudes que , erradamente, tomamos; tenhamos a ombridade de reconhecermos e repararmos as
 conseqüências advindas daquele ato." Deus sabe que não somos perfeitos, mas a condição principal para que nos atenda é que quando errarmos, não o façamos por nossa vontade.
                      Bene  -  Ctba.  - (BGJ) - 03/06/2011
Bene
Enviado por Bene em 03/09/2007
Reeditado em 03/06/2011
Código do texto: T636419

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bene
Curitiba - Paraná - Brasil, 86 anos
481 textos (276416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 10:43)