Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FELIZ 2012!

Acordo no meio da noite precisando escrever, sentindo uma enorme vontade de colocar para fora um segredo guardado, tão segredo que nem eu mesmo sei “desconfidenciá-lo” . Tal a força dessa vontade e dano a criar termos, mas existe a licença poética que me dá total absolvição (?).
Depois de duas horas em êxtase poético desenho duas quadras, uma pequena poesia, uma explosão de arte refinada, uma verdadeira ode ao  veio literário que me impregna.
Leiamos com atenção e coração aberto ao sublime, a plenitude lírica da poesia:

Diante de tudo, relevante nada saber,
Conhecer-se já seria um grande conto,
Pois que o novo será teu conhecer,
Conta-se um conto aumenta-se um ponto.

Diante da graça harmoniosa da música,
As notas fazem dançar o carrasco,
Que fúnebre esse belo e sua túnica,
A morte que vem buscar o seu tasco.

Essas duas quadras escondem o medo da falta de imaginação, da pouca inspiração, faz-se um texto “enigmático” e a roda dos sonhos gira de acordo com as carências alheias, com os amores perdidos, guardados, amores esquecidos ou a total falta deles. Deixo aqui minha cota de mediocridade, esperando que tenha preenchido totalmente a parte que me cabe para o ano de 2012, por outro lado, que o humor intrínseco esteja sempre presente em minha vida, em meus textos, enfim, em tudo que me propuser a realizar. Quero sorrir muito e se possível fazer sorrir, buscar e trazer alegria, mesmo que pouca, por pouco tempo, mas que seja em muitos momentos. Bem chega de lero,lero e vamos para o tradicional, FELIZ ANO NOVO A TODOS OS MEUS AMIGOS, CONHECIDOS OU NÃO, DO RECANTO DAS LETRAS.
Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 02/01/2012
Reeditado em 02/01/2012
Código do texto: T3418550


Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
811 textos (59878 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/21 00:54)
Jose Carlos Cavalcante