Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Iniciado(a)s"


Sentei-me para ter uma conversa com um grande amigo .
Um amigo que eu não via e não ouvia já a algum tempo .
Por vezes, ouvia uns sussurros mas não conseguia decifrar  o que ele queria dizer-me, o que queria me mostrar. ....
Então nessa noite sentei-me em posição de lotus comecei a prestar atenção aos murmúrios que rapidamente começaram a se manifestar para mim ...
Queria saber o que era aquilo, o que significava aquela voz, sim agora podia perceber bem que era uma voz a falar-me ....
Sem assustar-me, até mesmo porque creio que a humanidade não anda só, não está só no universo e que o astral está ai para nos amparar, esperei....
Deixei fluir a paz....
Busquei a paz ....
E elevei os meus pensamentos ao arquitecto do universo que nada deixa acontecer sem estar no controle das situações ....
Entrei em sintonia com o universo e relaxei ....
Foi quando esse amigo com vestes que emanavam uma luz branca azulada me disse:
Ola
A quanto tempo tento chamar a tua atenção
Conversar contigo!
Mas parece que a tua vida tão agitada estava sufocando a minha voz, tu não conseguias distinguir os meus sinais!
Lá, no lugar onde moro escutei a tua voz,o teu choro a tua angustia
Tentava me aproximar sempre, mas tu não prestavas atenção ao que eu te queria mostrar!
Olha o mundo a tua volta
Que vês?
O que consegues captar da natureza do homem nesse instante?
O universo se move, se transforma todos os dias
Mas o ser humano continua igual
A pensar somente nas coisas que são de seu próprio interesse...
Pensam em ter o carro do ano porque alguém no seu trabalho o adquiriu e o mundo virou para ele uma competição
Querem as pessoas mais lindas e esplendorosas a acompanha-las, porque tendo o carro ultimo tipo e a companhia mais formosa, serão considerados os mais bem sucedidos na vida....
Isso falando em vaidade humanas comuns do dia a dia
E já vistes como esta amiga?
O karma das nações!
O desequilíbrio no planeta com tantas mortes de inocentes;  luta pela terra que não tem dono
Quando conseguem derrubar um muro, levantam verdadeiras fortalezas de preconceitos para substitui-los
E mesmo assim estamos aqui
Com a força e o amor suficiente para alavanca de vez todas essas chagas criadas para destruir os seres humanos...
Quando digo estamos amiga, é porque não me encontro só, não estou só, tu não estás só.....
Vibras em sintonia com o universo que por todos nós seres de luz, filhos da luz é mantido....
Amiga, mantém acesa a chama
Reacendo o braseiro
Coloca essa chama que vibra em todas as cores do Universo, em todas as cores de luz, que estão em nossa posse, que nos foi cedida pelo Ser Supremo inventor de todas as coisas a queimar em todas as almas dele que por teu caminho passe....
Não deixa que ninguém saia com a alma vazia de perto de ti
Era isso que queria te dizer a tanto tempo
Por isso tu ouvias os meus murmúrios
Andavas tão voltada para ti mesma que não vias os meus sinais te alertando do caminho a seguir
Agora amiga, vou-me já consegui acender a chama que estava apagada em teu coração e que é o verdadeiro sentido da vida, a única maneira de alcançar a felicidade infindável....
Amar ao teu próximo como a ti mesmo
Wanda Ayala
Enviado por Wanda Ayala em 08/11/2005
Código do texto: T68873

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Wanda Ayala-www.recantodasletras,.uol.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Wanda Ayala
Portugal
425 textos (37745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/01/19 11:34)
Wanda Ayala