Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por assim dizer

Sempre houve o amor
amor que me causei
amor que extrai e cultivei
por assim dizer...
Nunca fui conquistada
conquistei meus amores
amores arrancados de mim
de dentro de mim
Não foram amores fáceis
talvez sejam os mais complicados;
fato que são amores provocados
Como todo amor, o meu era igual,
idêntico, o maior, o melhor,
o mais infinito, o mais bonito
Amor do mundo,
daquele tipo vagabundo
Tudo sempre tão bem calculado
amor planejado, condenado
Bastava passar pela dor,
e lá se ia o tal amor
Não usei, não fui usada
Tudo certo, tudo combinado
Sentimentos transmutado,
amava outro amor
E me veio você...
Não de repente, nem de susto
Uma palavra, outra
silêncio, barulho
presença, ausência
importância, desinteresse
Sem que soubesse, havia em mim,
a despeito de mim,
um lugar desconhecido
do qual não sou proprietária;
tampouco inquilina
E por assim dizer,
minha alma transformou-se em sua casa,
o meu corpo em seu palco,
mas você insiste em não fazer o show
Vou viajando pelo céu, meu infinito
esperando um aceno, um sinal
E por assim dizer,
sabendo que já fui muito além,
diz você agora afinal!

Rose Stteffen
Enviado por Rose Stteffen em 04/09/2007
Reeditado em 21/04/2011
Código do texto: T637570
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Rose Stteffen). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rose Stteffen
São Paulo - São Paulo - Brasil
1360 textos (178190 leituras)
16 áudios (1783 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 16:25)
Rose Stteffen