Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BONITO DEMAIS

 BONITO DEMAIS
Silvana Cervantes
 
Então me amas?
E dizes:
_Velhas canções,
 traduzem com esmero, novos amores...
Concordo!
Velhos pardais ainda cantam
na velha árvore da praça...
E servem de orquestra para novos casais
que se beijam, e prometem amor eterno.
Bem assim, como fizeram nossos avós...
Eu também te amo...
Digo o quanto,
em meus versos,
em meus gestos...
E não apenas digo,
sinto!
 É  como se o mar,
engolisse os grãos de areia
e dela se fartando, soltasse espumas
de ondas em forma de gozo.
É como se um manto de lã,
acariciasse meu corpo nu, em dias frios.
Como se as borboletas no estômago,
virassem abelhas,
e fizessem mel dos meus suspiros,
ao te ver chegar.
E posso dizer,
Meu velho amor é novo,
Ou meu novo amor é velho,
Porque nosso amor, meu amor...
Não tem idade,
É sim vivido, com intensidade!
Silvana Cervantes
 
Silvana Cervantes
Enviado por Silvana Cervantes em 03/11/2007
Código do texto: T721152
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvana Cervantes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
404 textos (36725 leituras)
5 áudios (2203 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 11:43)
Silvana Cervantes