Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lá vem você.


Lá vem você . . .

Lá vem você como uma flor que na vida para mim surgiu.
Que numa bela tarde de sol para mim apareceu.
Que se tornou a minha musa e sempre a mime inspirar.
Que virou a mulher sorriso e sempre a me esperar.

Com certeza eu sabia que para mim ia voltar
E com esta volta traria a mima a vontade de versejar
Coisa que há muito faltava me em quem inspirar.
E que em desgosto alguns dias a vontade de se ir.

A esperança de sua volta conseguiu manter lhe a vida
Uma idéia chamada você  que alimentou as idéias  de nova vida
E que fez da vida quase comparável a beleza da flor e de seu olhar
Com que o coração vivesse amor. E uma grande paixão.

A luz do teu olhar a meiguice de você.
Com a sua voz e sorriso sempre a observar.
Para sempre fez me aliviar de tanta dor
Vem você sua imagem e postura .... O grande amor.
Lá vem você meu amor . . .


ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Enviado por ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA em 12/11/2007
Código do texto: T733625
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (elio candido de oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4106 textos (160408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 01:03)
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA