Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha Imortalidade

Você pode até dizer que fodo mal,que bebo demais, durmo demais e não sei cozinhar; pode dizer que não tenho alma e vago dentre corações destroçados fazendo mais estrago do que remendo, você pode me ignorar, fingir que nunca me conheceu e que não sou nada pra você além de uma fêmea confusa.

Você pode até pichar meu nome em cada banco de ônibus com uma caveira ao lado, chorar para o garçom maldizendo meu nome e dizer para sua mãe ciumenta e possessiva o quanto ela tinha razão sobre meu grau de loucura.

O que você jamais poderá fazer é me arrancar dos seus sonhos, se livrar das lembranças dos sorrisos que causei e mais do que isso, você nunca conseguirá me tirar do seu coração destroçado. Sou imortal pela dor e amor.
Carol Galvão
Enviado por Carol Galvão em 12/01/2019
Reeditado em 21/01/2019
Código do texto: T6549164
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carol Galvão
São Paulo - São Paulo - Brasil
37 textos (904 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/02/19 22:00)
Carol Galvão