Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SINTO MUITO

Hoje me dei conta do que você fez pra gente!
Me desrespeitou onde coloquei crédito em você, que parecia ser tão honesto, sincero e verdadeiro.
Na verdade, eu não passei de um simples objeto dos seus desejos, ou até mesmo um troféu para ser exibido entre os seus amigos.
Sinto muito, por você não ter valorizado cada gesto dos meus melhores sentimentos por você.
A cada dia eu esperei ser completa na sua vida, como você estava sendo completo na minha.
Tudo porém, não passou de mentiras, e de uma grande ilusão da minha parte, criando novas perspectivas em você.
Te via diferente de tudo em minha vida, porém hoje, você se mostrou ser igual a todos que fizeram o mesmo comigo - ME USARAM
Me dei pra você, porque acredito numa verdadeira entrega quando amamos alguém. Do seu lado somente tive migalhas que hoje reconheço ter recebido de ti.
Sou mais do que isso e me amo. Me respeito e me darei o melhor.
Com isso quero dizer que não te quero mais comigo, nesse mundo falso que você criou na minha imaginação.
Alguém espera por mim, pra me dar o que tenho de sobra para oferecer a quem merecer.
Sinto muito, mas você pra mim, se tornou apenas uma MENTIRA, vestido num corpo de um homem que conheci e não conhecia na verdade!
Posso até sentir sua falta, mas saberei sobreviver longe de quem na verdade nunca esteve comigo. Era só uma presença física e não com o coração.
Sinto muito, mas seu jogo acabou por aqui.
Procure outro caminho que não seja no meu.
Desejo tudo em dobro do que me fez. Justiça será feita!
Sinto muito, sinto muito mesmo!
Tudo que agora restou, foi o meu Adeus!!!



Laci Fogos Costenaro
Enviado por Laci Fogos Costenaro em 30/10/2019
Reeditado em 30/10/2019
Código do texto: T6783124
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Laci Fogos Costenaro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
609 textos (12187 leituras)
56 áudios (962 audições)
4 e-livros (402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/01/20 09:28)
Laci Fogos Costenaro

Site do Escritor