Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre ele.

Faz 05 anos que o vi pela primeira vez, ele descia as escadas apressado com a expressão mais emburrada de todos os tempos. Ele olhou e virou. Eu segui. Seria um sinal do que estava por vir? Ele não encaixava em estereótipos; nunca fez questão. Isso me despertava. A conexão que nos uniu teve espera, conquista, entrega. União de almas, por mais clichê que essa frase possa parecer. Nos 03 anos de idas, voltas e tropeços, vejo e reconheço o quanto tentamos, ele até o penúltimo mês antes do seu casamento. E eu apenas segui. O fardo se tornou mais leve, não houve mais choro, nem brigas, nem tentativas em vão para nos fazer entender o quanto somos diferentes. Nos jantares em casa, o nome dele ainda é lembrado. Esse ano irá completar 37 (ficou gravado por odiar fazer aniversários). Não sei dizer se continua com o jeito divertido e compulsivo, se permanece contando detalhes do dia ou se já viajou para a Argentina, Chile e Itália. Por ora, devo confessar que instantes atrás pesquisava por vestígios nas redes sociais, algum pedaço dele que me trouxesse conforto suficiente para lembrar e sorrir; ainda que com lágrima no canto do olho. Não encontrei. Nossas páginas nas redes sempre foram alvo de desapegos constantes. Abri, portanto, as fotos felizes que ele gravou num livro de capa dura. “Então gritei aos céus: - Não entendi o seu adeus”. (Esse seria o título adequado que ele deveria ler). Hoje, eu entendo. Entendo, aceito e não mais visualizo uma vida inteira ao seu lado; apenas imagino “se”.

- @anabmel
Florzinha de Maracujá Azedo
Enviado por Florzinha de Maracujá Azedo em 29/02/2020
Reeditado em 29/02/2020
Código do texto: T6876883
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Florzinha de Maracujá Azedo
Mogi das Cruzes - São Paulo - Brasil, 24 anos
11 textos (544 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/03/20 02:17)
Florzinha de Maracujá Azedo