Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MAL.

   Sempre tivestes o poder dominador sobre o meu corpo.
   Te deixo no exílio, mas tens o dom do retorno, os intervalos que passas longe, estão encurtando cada vez mais.
   Não pedi seu retorno.
   Invades sem permissão, ocupando espaços que deixastes à força e assumindo outros novos.
   Não me digas que a culpa é da primavera que retorna,aflorando até arvores secas.
   A intranquilidade que causas a cada dia , faz-me sentir com um corpo flácido, inseguro, às vezes insustentável sem apoio . Sua volta agudizada me entristece.
   Me tiraste o trabalho, em troca recebi a depressão, me tirastes o convívio social de volta recebo solidão.
   Sei que vais comigo até meu ultimo dia.
   A pequena injeção quinzenal antes cheia de poderes, só se torna efetiva por poucos dias. Agora tentas roubar-me a visão.
   Odeio essa nossa convivência. Odeio essa dor agudizada, de baixa intensidade mas constante, dizendo que estais presente.
   Te odeio ESPONDILITE ANQUILOSANTE
   Te  odeio sacro-ileíte, te odeio uveíte e todos esse ITES que me causas    
Felix Chaves
Enviado por Felix Chaves em 04/09/2020
Reeditado em 04/09/2020
Código do texto: T7054417
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Felix Chaves
Palmas - Tocantins - Brasil
273 textos (14213 leituras)
19 áudios (508 audições)
2 e-livros (249 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/03/21 18:16)
Felix Chaves

Site do Escritor