Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO

Que eu sinto por não ver você.
Que eu sinto por não ouvir a sua voz.
Que eu sinto por não ter você aqui.
Que eu sinto e me faz sentir, assim, tão só...

Que já foi entoada em tantas canções.
Que já foi escrita em tantos versos.
Que já foi um dia apenas um pesadelo para mim.
Que agora é a minha única companheira...


Na esperança de acalmar essa solidão,
 Olho atento para o telefone, na louca ansiedade de ouvi-lo tocar,
E do outro lado poder ouvir a tua voz.
Olho atente a chegada do carteiro, na esperança de uma carta sua ele me entregar.

O mundo é tão GRANDE que me imagino apenas um fragmento de terra,
E nessa imensidão de planeta,
Onde existem milhões e milhões de habitantes,
Eu estou aqui tão só.

É tenho que me contentar sem a sua presença, e viver com essa solidão.

Carlos Campos
Enviado por Carlos Campos em 21/09/2007
Código do texto: T661773

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Campos
Guaratinguetá - São Paulo - Brasil, 50 anos
77 textos (68494 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 16:53)
Carlos Campos