Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Rei Salomão e As Duas Mulheres

Um dia, o Rei Salomão pediu a Deus em oração que lhe desse humildade e sabedoria para poder discernir o Bem do Mal.
Em sonho, o Senhor lhe disse que o atenderia em seu pedido.

Porém, não ficou sabendo o Rei Salomão como (nem quando) o Senhor lhe faria isso.

No dia seguinte, entretanto, logo ao acordar, vieram a ele duas mulheres e se puseram a discutir.

Disse-lhe uma delas:
-Ah! Senhor meu, eu e esta mulher moramos na mesma casa. Eu tive um filho, estando com ela naquela casa. Mas no terceiro dia após o meu parto, ela também teve um filho. Estávamos juntas, somente nós duas naquela casa. Assim, ninguém ficou sabendo o que aconteceu lá.
Só que, de noite, o filho dela morreu, porque ela se deitou sobre ele. Daí ela se levantou no meio da noite e, enquanto eu dormia, tirou o meu filho do meu lado e deitou-o no seu seio. Depois deitou seu filho morto no meu seio.

O rei Salomão ouvia atento. A mulher prosseguiu:
- Levantando-me pela manhã, porém, para dar de mamar ao meu filho, vi que ele estava morto. Mas, levando eu para vê-lo à luz do dia, percebi que não era o filho que eu tinha dado à luz, mas sim o filho da outra.

A outra mulher a interrompeu:
- Engano seu. O menino vivo é o meu filho. O teu é o morto.

Porém, a primeira disse:
- Não, o morto é teu filho. O vivo é o meu.
Assim, falaram as duas perante o rei.

Disse o rei:
- Esta diz: “Este que vive é meu filho, e teu filho é o morto”. A outra diz: “Não, o morto é teu filho, o vivo é o meu”.

Então, decidido, disse o rei aos guardas:
- Tragam-me uma espada.
Os guardas trouxeram-lhe uma espada.
Ordenou o rei:
- Dividam o menino vivo em duas partes, e dêem metade a uma, e metade a outra.
Só que a mulher cujo filho era o vivo, disse ao rei:
- Ah, senhor meu! Dai-lhe o menino vivo, e de modo nenhum o mateis.
A outra, porém, dizia:
- Nem meu, nem teu. Seja dividido!

Então respondeu o rei:
- Dai à primeira o menino vivo. De modo nenhum o mateis; esta é sua mãe.
Quando todo o Israel ouviu a sentença que o rei proferira, temeu ao rei, porque viu que havia nele a sabedoria de Deus para fazer justiça.

Conf. 1 Reis, 15-28
José Guimarães e Silva
Enviado por José Guimarães e Silva em 17/02/2007
Reeditado em 20/03/2007
Código do texto: T384862

Comentários

Sobre o autor
José Guimarães e Silva
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil, 69 anos
114 textos (30154 leituras)
3 e-livros (1802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 11:49)
José Guimarães e Silva