Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NICODEMOS

Quando Jesus falou a Nicodemos que era necessário que ele nascesse de novo – Jo 3 - não estava falando de algo que os judeus desconheciam. Nascer de novo para eles era um fato que ocorria durante um grande período da vida e cada vez que “nasciam de novo” eles eram batizados na água como um marco de um novo início. Dessa forma eles comemoravam com batismo em água várias etapas da vida como, por exemplo, a entrada no serviço militar, o primeiro emprego, o casamento, e assim por diante. Ainda hoje quando um judeu ortodoxo pretende ter um novo início na vida, ele costuma ter essa experiência batismal. Nicodemos certamente já havia provado vários batismos na água mas, dessa feita, Jesus introduz algo novo: o nascer do Espírito.  Os judeus sabiam que ninguém pode mudar, trocar, seu espírito por outro, daí a pergunta de Nicodemos falando a respeito de entrar no ventre materno e nascer outra vez. Jesus então lhe explica que mesmo que isto fosse possível, ao renascer de um pai e uma mãe carnal ele voltaria a ser uma pessoa carnal. O que é nascido da carne é carne. O DNA do suposto novo Nicodemos seria a mistura do DNA do pai e mãe e nada novo poderia surgir daí.

O que Jesus explicava a Nicodemos era que ele necessitava de um milagre em sua vida e que um evento por mais fantástico que pudesse lhe ocorrer – como entrar no ventre da mãe e nascer de novo – não lhe daria qualquer credencial para ENTRAR o reino de Deus. Naquele momento, Nicodemos sequer conseguia VER o reino, que era a esfera da qual Jesus estava tratando. Nos nossos dias a cristandade está cheia de pessoas cujo DNA nunca foi mudado, nunca foi alvo de um milagre e, por isso, os planejamentos que fazem, métodos que elas utilizam para servir a Deus, a forma como se conduzem nas suas vidas, os sistemas religiosos que montam, as músicas que utilizam e até as pregações que fazem, nada mais são do que carne. Tudo isto porque carecem do milagre do nascer do Espírito.

Uma pessoa carnal VER apenas o carnal e não pode compreender as coisas do mundo espiritual porque elas somente podem ser discernidas espiritualmente. Não existe método científico nem religioso que possa mudar a essência do cristianismo atual e seus sistemas religiosos. Pessoas carnais geram coisas carnais. Não se pode exigir que um pé de laranja produza milho, pois possuem DNA diferentes. Por isso Jesus dizia que não pode uma árvore má dar bons frutos.

A proposta de Nicodemos nada mais foi do que um método racional, carnal, para solucionar uma questão espiritual. Ele não enxergava o reino, ele não compreendia aquela nova esfera que Jesus lhe falava, por isso sugeriu aquele método do qual ele mesmo achava impossível. Por mais que tentemos, não há maneira de explicar o espiritual usando método carnal. Jesus explica a Nicodemos que essa questão é semelhante ao soprar do vento, ele sopra onde quer, ouvimos a sua voz, mas não há como saber de onde vem e nem pra onde vai. Um dos métodos mais utilizados ainda hoje pela cristandade é o chamado “discipulado”. Diferente do vento citado por Jesus, nós sabemos de onde veem os tais “discípulos”, pois eles pertencem aos seus “discipuladores” e vão para onde estes determinam. É possível que uma pessoa que nasceu de novo use o DNA antigo para gerar métodos, formas, etc., de servir a Deus? Perfeitamente. O “discipulado” é um excelente exemplo de método carnal que pode ser usado por pessoas que nasceram de novo para controlar um sistema de pirâmide carnal com pretensões espirituais.
Nicodemos era um mestre em Israel e nada entendia desse assunto. Mesmo Jesus tentando lhe mostrar, lhe explicar, as coisas espirituais com exemplos tão simples como o nascer de novo, Nicodemos parecia perdido naquele emaranhado de palavras. A coisa mais frequente nos nossos dias é encontrar “mestres Nicodemos” entre os cristãos. A maioria é expert em falar de Bíblia, futebol, política, moda, novelas, etc., mas quando tentamos falar de algo da esfera espiritual nos deparamos com “Nicodemos”. Os seminários evangélicos são hoje a maior fábrica de Nicodemos. Dali saem os “mestres Nicodemos” que vão ocupar os púlpitos e ensinar métodos e formas de servir a Deus com o DNA de seus pais.
Nascer de novo, nascer do Espírito, receber o DNA celestial, tornar-se um filho de Deus. Era isso que Jesus estava dizendo. E mais, para contradição de muitos cristãos que mandam outros levantarem as mãos para receber Jesus, isso não vem da vontade do homem, não vem da vontade da carne, é uma milagre que vem unicamente da parte de  Deus e da vontade Dele. Não vem do homem para que ninguém se glorie.
Djalma Marques 11.11.2017
djalma marques
Enviado por djalma marques em 26/10/2016
Reeditado em 26/11/2017
Código do texto: T5804123
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
djalma marques
Recife - Pernambuco - Brasil
74 textos (8654 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/04/20 07:29)
djalma marques