Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre a vida e a morte

Hoje perdi meu sono pensando na vida e, na morte... mais na morte que na vida...de o quanto somos frágeis, em mortes que nós consideramos prematuras...na dor de perder alguém. .e nas 'terríveis' formas de morrer... Eu não tenho medo da morte, mas da forma como ela será, se com ou sem dor, se trágica ou calma, se cedo demais... mas e o que é morrer cedo demais? ..então , me deparei com pensamentos inúteis, com ansiedades...
Sim, pensar , lembrar que nosso tempo aqui é limitado, não é de todo um mal, é até bom não esquecer... mas ficar pensando em como ou quando será, é perda de tempo... ficar imaginando como seria, é ou foi a dor de perder alguém também de certa forma é desnecessário...devemos recordar sim, mas não carregados de tristeza ou melancolia, mas sim com amor.
Enfim, depois de 'rezar' alguns salmos e meditar um pouco mais, me deparei com o lindo texto que vem a seguir... que me fez pensar, não mais em como ou quando morrer, mas sim em como viver, como levar a vida..que me fez pensar em o quanto devemos fazer de tudo para estar ao lado daqueles que amamos, admiramos.
Segue então o texto :

""Houve certa vez um grande debate no céu. Era sobre a mais linda e preciosa alma nova que Deus tinha criado. Os anjos debatiam sobre o que deveria ser feito com essa alma. Um grupo de anjos exigia que a alma ficasse no céu. “Ela é pura demais, sagrada demais para enfrentar a feiura do mundo inferior,” diziam eles. “Quem sabe o que acontecerá a ela num mundo de tentação e mal. Esta alma deve ficar aqui conosco.”

Mas o outro grupo de anjos falava exatamente o oposto. “Na verdade essa alma reluz com um brilho Divino singular. Porém por este mesmo motivo ela deve descer à terra. Pois imagine a beleza e a bondade que essa alma pode levar a um mundo obscuro. Que bem há em manter uma alma assim no céu? Que ela desça à terra e que sua luz brilhe ali.”

E assim eles discutiram, cada lado inabalável em seu ponto de vista. Até que ficou claro que eles não podiam resolver o problema por si mesmos, precisavam de uma Autoridade superior. O caso foi levado a Deus Todo Podeoso. Os anjos declararam seus argumentos perante a corte celestial. Deus ouviu as duas opiniões – o primeiro grupo de anjos dizendo que essa alma imaculada é sagrada demais para ser levada ao mundo inferior, o segundo dizendo que o mundo precisa dessas almas mais do que qualquer outra coisa.

E esta foi a resposta de Deus:
“Na verdade, é triste enviar uma alma tão imaculada a um mundo tão escuro. Mas esta é a Minha vontade. Eu criei as trevas somente para que almas como essa pudessem transformar escuridão em luz. Todo o objetivo da criação foi que o mundo inferior fosse refinado pelas boas ações dos seres humanos mortais. Isso não pode ser feito por almas no céu. Somente pode ser atingido através de almas em corpos. E portanto até essa alma mais perfeita e pura deve descer à terra.”

O primeiro grupo de anjos, que pedia que a alma continuasse no céu, ficou desapontado. Não podiam entender como um ser tão espiritual poderia sobreviver num mundo tão físico. Deus voltou-Se para eles e disse: “Quanto ao seu pedido para manter essa alma aqui, vou concedê-lo parcialmente. Embora ela deva nos deixar e descer à terra, não demorará muito até ela voltar para nós. Sua jornada na terra será breve. Uma alma tão brilhante não precisa muito tempo para cumprir sua missão. Logo ela estará livre para voltar ao céu.”

Deus então voltou-Se para o segundo grupo e perguntou: “Estão satisfeitos com isso? Aceitam que essa alma somente possa permanecer na terra por um tempo limitado?”

Os anjos responderam: “Sim, aceitamos. Cada dia que ela estiver na terra é uma bênção.”

Quando um ente querido morre, sentimos ter perdido algo precioso. Somos deixados com um vácuo em nosso coração, e muitas vezes nos perguntamos por que eles foram tirados de nós. Mas ao mesmo tempo podemos ser gratos pelo próprio fato de que eles foram dados para nós. Somos abençoados por ter almas tão belas em nossa vida. O mundo é privilegiado por ter hóspedes tão celestiais descendo à terra. E mesmo que possa ser apenas por pouco tempo, teremos aproveitado o que pudemos.

Com o tempo todas as almas serão reunidas. Enquanto isso, vamos ser gratos pelo presente de todos os dias.""
Rabino Aron Moss
Enviado por Luh Borges em 12/02/2018
Reeditado em 13/02/2018
Código do texto: T6252234
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luh Borges
Araranguá - Santa Catarina - Brasil
80 textos (2542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/02/18 05:35)
Luh Borges