Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homens de pouca fé e servos inúteis

 

            Quem já não ouviu falar de Jesus? Quanto é o numero de pessoas que dizem ser cristãos entre católicos e evangélicos no mundo? Certamente, muitos já ouviram falar de Jesus e também professam ser cristãos, isto é, dizem ser seguidores de Jesus.

            Ser seguidor de Jesus não é simplesmente ler a sua palavra, não é ser seu ouvinte tão somente, e mais, não é acreditar nele por acreditar.  Ser seguidor dele é ler sua palavra, é ser ouvinte, é acreditar, mas, sobretudo vive-la, ou melhor, procurar vive-la. 

            Os discípulos pedem à Jesus que lhe aumente a fé, então, ele responde: (17,6) Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a esta amoreira: Arranca-te e transplanta-te no mar, e ela vos obedecerá. Certamente, Jesus está chamando a atenção deles, pois convivendo com ele (Jesus) durante tanto tempo se encontram perdidos e cheio de duvidas em seus corações. 

            Estas palavras foram ditas aos discípulos e hoje ele diz para nós. É muito comum ainda que professemos acreditar em Jesus e a qualquer duvida, sofrimento sentirmos sós e desprotegidos agindo como se ele não estivesse caminhando conosco. Como que suas palavras e promessas não dessem em nós segurança. Atitudes como estas demonstra que somos pessoas sem fé ainda que digamos acreditar nele. Se tivéssemos uma fé ainda que pequena mudaríamos todo nosso Ser como transformaríamos  a sociedade.

            Jesus ainda continua a nos chamar atenção levantando uma indagação (17,7-10) 7Qual de vós, tendo um servo ocupado em lavrar ou em guardar o gado, quando voltar do campo lhe dirá: Vem depressa sentar-te à mesa? 8E não lhe dirá ao contrário: Prepara-me a ceia, cinge-te e serve-me, enquanto como e bebo, e depois disto comerás e beberás tu? 9E se o servo tiver feito tudo o que lhe ordenara, porventura fica-lhe o senhor devendo alguma obrigação? 10Assim também vós, depois de terdes feito tudo o que vos foi ordenado, dizei: Somos servos como quaisquer outros; fizemos o que devíamos fazer. Noutra tradução o ultimo versículo Jesus fala;... somos servos inúteis... 

            Pois bem, muitas vezes ainda que vivemos uma “fé” repletas de duvidas, sem compromisso e insegura, ainda assim, agimos com arrogância frente aos nossos irmãos que julgamos não ter fé. Desta forma, Jesus vem colocarnos em nosso devido lugar, isto é, jamais devemos nos gabar de nossa vida espiritual nos achando melhores que os outros, pelo contrario, devemos viver como irmãos e necessitados de Deus. Devemos ter em mente que o amor de Deus é gratuito e é uma Graça a nós oferecida ainda que não mereçamos, pois nossa fé é inconstante e pequena. Ainda que Deus na pessoa de Jesus tenha sacrificado por nós jamais podemos nos gabar apartando-nos dos outros acreditando que devido estarmos na igreja, ser um cristão atuante somos melhores que os outros. Enfim, pensar que Deus vai nos colocar em primeiro lugar diante a todos seus filhos. Lembremo-nos que sue somos servos inúteis, fazemos o que devemos fazer.

Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 07/10/2007
Reeditado em 07/10/2007
Código do texto: T684507
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 52 anos
5354 textos (1255988 leituras)
5 e-livros (11990 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 07:05)
Ataíde Lemos

Site do Escritor