Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vigésimo nono contopoesia ou cristalino caminho na ponte estreita no fio da navalha






               Até haver nitidez nas imagens, o mundo parecia turvo e o instante desfocado...
               Até havia a tênue vertigem, o leve espasmo, o tremor na alma...
               Subitamente tudo que é dúvida, tudo que é timidez se dissolve e é cristalino o caminho na ponte estreita, no fio da navalha.












Francisco Zebral
Enviado por Francisco Zebral em 19/10/2019
Código do texto: T6773339
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Zebral
São Paulo - São Paulo - Brasil, 59 anos
7425 textos (444184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 16:48)
Francisco Zebral