Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Magia no Natal

Nesta data não só as crianças se agitam na esperança de ver os presentes dados pelo velho Noel, mas também a grande maioria dos adultos.
É verdade! Deixamos de acreditar no Papai Noel quando descobrimos quem na verdade nos atende aos pedidos. Entretanto, no fundo no fundo, a centelha dessa esperança jamais se apaga.
Foi justamente num desses Natais em que Adonai estava sentado em sua poltrona próxima a uma lareira, que nem ele mesmo sabia por que mandara construir, uma vez que o inverno não é tão rigoroso. Porém, ela estava ali bem a sua frente e, durante seus devaneios, Adonai adormeceu. De repente escutou o barulho de alguém caindo. Não acreditando, viu Papai Noel sem o tradicional saco vermelho às costas saindo da lareira, limpando-se e indo até a mesa onde estava posta a ceia de natal. Pegou uma garrafa de guaraná e neste momento Adonai ouviu:
- Não se assuste, meu rapaz. Estou aqui para atender a um pedido seu.
- Verdade?
- Sim, mas tem de ser bem rápido, antes mesmo de eu acabar de beber essa coca cola
Adonai, vendo que ele tinha se enganado, corrigiu.
- Não é coca cola, Papai Noel. É guaraná.
Nesse curto espaço de tempo, Papai Noel terminou de tomar o refrigerante e foi desaparecendo. Adonai ainda pôde ouvir:
- Eu disse para ser bem rápido, meu rapaz! Ôh! Ôh! Ôh!
Fernando Antonio Pereira
Enviado por Fernando Antonio Pereira em 14/11/2019
Código do texto: T6794631
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Fernando Antonio Pereira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 71 anos
1346 textos (8167 leituras)
4 e-livros (198 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 19:25)
Fernando Antonio Pereira