Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

... Inimiga da Previsibilidade

              Cheguei trôpego à lanchonete. A fome é como doença  em estágio final e forçosamente, renova conceitos. Conferi as moedas no bolso e o montante, não passava de um sanduba daqueles chamados pelos adotados e mimados pelas madames de "miserável. Veio numa baciazinha de plástico mal lavada. A gordura e o sebo aflorava, fazendo aumentar o que estava dentro. Cheguei imaginar que teria lanche para um mês; porém em segundos conclui que a vida é feita de ilusões e os sonhos de enganos.
                 Lancei uma bocada sobre uma parte, que aniquilou a metade da metade. A cena pareceu-me uma lâmina fina cortante em contato com o pomo de Adão e a cabeça servida no prato.
                          Uma visita estranha postou-se de frente à mim. Até certo ponto ordeiro, manteve as duas patas dianteiras levantadas para frente e atirou as detrás em cima do rabo. Geometria perfeita. Seus olhos remelentos impressionavam pela avareza. Faiscavam sob a miséria. Repentinamente, em estado de penúria, deixou as orelhas caírem sobre as laterais do pescoço. Abriu a boca em sinal de protesto; e em seguida, lambeu a boca. Uma, duas, várias vezes.
                       Fazia de conta que não era comigo; afinal a fome de vira-latas não superava a minha; que era muito maior que a fome canina. Não adiantava dizer para ele, mas estava numa missão, cuja finalidade era pedir ao Governo Federal o sancionamento de lei em prol de Assistência Nutricional aos Cães de Rua. Quem sabe eu seria beneficiado também. A época de meter a boca no trombone e agora, ou provavelmente, nunca mais; pois as vísceras não suportam os ácidos biliareas lhes corroer por mais 4 anos .
               Nos despedimos e desejei melhor sorte nas próximas investidas. Inconformado e ainda mordendo os beiços, soltou um rosnado pavoroso. Olhei para ver o que se tratava tamanho berro e um senhor ao lado que entendi de rosnado labial canino disse-me que eu desejasse melhor sorte para a puta que me pariu. Achei aquilo totalmente desnecessário e provocador. Em contrapartida, resmunguei com o senhor que a fome é inimiga da previsibilidade; e mais: causadora de arenga. E fui saindo do estabelecimento.

Série Pequeno Conto que conta Grandes Lições
Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 29/08/2018
Reeditado em 30/08/2018
Código do texto: T6433805
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2319 textos (53870 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/11/19 02:28)
Mutável Gambiarreiro