Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trilha Sonora

      Por favor, locutor, toque uma musiquinha que fale de paz, animais soltos no campo,  casinha na montanha, cafezal em flor, sóis e girassóis. Uma musiquinha cuja letra seja o imagético de galinhas esgaravatando minhocas para a ninhada de pintos; de esquilos escalando lépidos as folhas de coqueiros; barquinho valsando na superfície das águas; canoas amarradas nos tocos; bezerros babando o leite sugado nas tetas da mãe.
      Embale-me com uma musiquinha de carro de boi gritando no grotão; hortaliças em hortas viçosas; de terra lavrada; do grão germinado;  céu multicor; abelhas fazendo mel; pássaros em revoadas, que descende a fala das maritacas, liberdade e regozijo da bicharada.
                Cante uma canção que assente a a poeira; levante os mortos; limpe os bustos; rejuvenesça as flores; ergam as ruínas; desnude a hipocrisia; refaça os elos da corrente; incendeie as inconsequências; revele os tempos; faça chover palavras novas; que diga que a água é o melhor solvente e o sol causa queimadura, mas é o melhor detergente.
                    E nada, nem um pouquinho, nadica de nada, de amor. Amar só na conjugação do verbo amar, é desamor. Sobretudo, o verbo amar não se conjuga, exercita-o; como deve ser a letra da música pedida.
            Se puderes me atender, muito obrigado pela difusão do amor! Mostrarás ser praticante do amor e não mais um léxico amante do verbo amar.
Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 17/05/2019
Reeditado em 17/05/2019
Código do texto: T6649291
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2255 textos (52042 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 22:03)
Mutável Gambiarreiro