Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESCULPA POR NÃO TE CONHECER AMOR

Lory Eduard filha única de Edna Eduard e o senador de Los Angeles (EUA), educada menina estudiosa com sonho de ser dançarina profissional, bem aplicada nos estudos. Desde sedo apaixonada pela natureza e pela sua família.
Numa manhã de verão quando vinha da escola caminhando pelas ruas se depara com uma roda de dança que a deixa estagnada pelo jeito como as meninas combinavam seus passos na dança bale e pelo jeito que Bruce tocava o violino, ficou encantada pela harmonia, e decidiu passar pelo mesmo caminho nas mesmas horas para ver os ensaios do mesmo grupo.
No terceiro dia ela ficou muito tempo emocionada que decidiu pedir para ela fazer parte do grupo já que ela adorava dançar. Foi aí quando conheceu Bruce, um rapaz lindo que tocava violino como ninguém.
No final do primeiro ensaio de Lory eram seis horas da noite, Bruce decidiu acompanha-la para casa, ele tímido e ela sorrindo pela calma de Bruce.
- A quanto tempo tu moras na cidade -disse Lory.
- Rindo baixinho, Há dez anos. Respondeu Bruce.
-Nossa! Muito tempo hein! Como aprendeu tocar violino¿
- A vida toda, meu pai tocava violino e minha mãe dançava.
- Muito bom (rindo) eles ainda dançam e tocam ¿
-Não. (Com um tom de desabafo), eles morreram em um acidente aqui na cidade só eu sobrevivi, agora moro com a minha tia.
-Sinto muito por eles (Triste).
E tu com quem moras ¿ disse Bruce.
-Meus pais.
-Que bom.
-Esta é a minha casa disse Lory. Quer entrar¿
-Não se incomodes. Disse Bruce.
Mas lory insistindo ele entra e é apresentado nos pais. Ele ficou sem o que dizer ao ver a reação dos pais de Lory, por ser o senador da cidade.
- O que fazes da vida¿ Perguntou o pai de Lory.
- Eu! eu, eu toco violino. (nervoso) respondeu o Bruce.
Do seu quarto Lary grita: - Ele é muito bom com violino pai!
- Ah é! Quer tocar um pouco se não for incomodo rapaz¿ disse pai de Lory ansioso.
-Claro senhora. Disse Bruce.
Quando começou a tocar deixou o senador de queixo quebrado de tanta admiração, que o mesmo o convidou para tocar na festa de sua esposa Edna.
E o rapaz todo feliz pelo convite, quase deixou cair um vaso que estava bem perto dele.
Foi para casa feliz pensando no convite do senador.
No dia seguinte, Lory e sua mãe decidiram ir nas compras quando foram surpreendidas por ladrões que quebram os vidros do carro de Edna e roubaram dinheiros e joias que lory e a mãe usavam, ao saírem efetuaram disparos a queima roupa no carro da mãe de Lory, que atingiram fatalmente o motorista e a Sra. Edna, deixando lory ferida no peito.
Como havia um jovem médico por perto tomando café em um restaurante perto da estrada chegou rápido para prestar os primeiros socorros a sra. Edna que já não respirava, se apercebendo disso levou rapidamente lory para o hospital porque sangrava de mais no peito, braço e no abdômen, chegando no hospital ele nem vestiu se mais como médico e levou a moça para a cirurgia que levou mais de cinco horas.
Lory em estado grave respirando por intermédio de aparelhos. Seu pai chegou gritando sem parar pela sua esposa e filha, desesperado corria de um lado para o outro para saber onde estavam suas preciosas.
Dr. Lucas tentando acalmo-o explicando que a menina esta salva e a mãe morreu deixou o senador mais mal ainda, que até passou mal e teve de ser socorrido.
Quando o senador acordou depois de umas horas pediu para ver a filha pelo menos, foi levado até na sala onde estava lory, e ficou por muito tempo chorando sem poder fazer nada.
Ergue-o a cabeça e organizou o sepultamento da sua amada esposa. Deixando sua filha no hospital correndo risco de vida.
No dia seguinte o senador voltou para o hospital e encontrou Bruce na sala de sua filha pegando na mão e cantando uma música calma. Ao entrar ficou emocionado na porta que não conseguiu entrar, saiu correndo chorando para fora do hospital, até se conformar voltou na sala e agradeceu a presença de Bruce e ficaram aí os dois até no outro dia.
Passando se quatro meses, Lory abriu pela primeira vez os olhos e vendo Bruce ficou emocionada perguntando pela mãe que não teve uma alternativa se não chamar o senador para que ele possa dar essa notícia para ela. Sendo assim o senador chegou e falou o que houve e abraçou sua filha forte pedindo desculpas por não estar no momento que houve tudo aquilo.
Depois da alta de Lory, Bruce ia todos os dias em sua casa tocando violino para animar ela, cantava deixando ela sorrir e algumas vezes ele passava a noite na casa dela só para que ela se sentisse bem. Lá se passou os dias e cada dia Lory mais animada até que ela passou a ir na escola como antes, mas ainda não poderia dançar porque não estava totalmente recuperada.
Marcos um dos colegas que mais gostava da lory, notou a tristeza algumas vezes nela foi até ela dizendo que sentia muito pela perda dela.
Deu lhe um bilhete e disse: -Se você não abrir ele, é porque não sabes o que é não ter aulas hoje e saiu correndo.
Quando ela abriu o bilhete notou que era um convite para ela ir com o Marcos no baile da escola.
Ela sem o que falar sorriu e foi para casa, onde pediu a opinião de seu país sobre ir ao baile com o Marcos, que o senador conhecia o Marcos.
-E se eu te dizer vai ¿ disse o senador.
- Sei lá pai. Respondeu Lory (indecisa)
-Sei que ainda estas tristes. Mas esse saindo para se divertir vai, já que vives dar chutes na bunda dos meninos (rindo).
- Está bem pai só vou porque o senhor é muito insistente (abraçando seu pai).
No dia do baile na porta da entrada, Lory e Marcos bem arrumadinhos e já no baile Luci e Kleber o casal da escola que mais zombavam a Lory. Marcos pegou bem firme na mão da sua acompanhante para mostrar que ela é menina linda e que apesar de não ter namorado ela era mais linda que todas outras juntas.
Kleber chegou até onde Lory estava e perguntou: - O que houve com sua mãe ¿
- Ela não deve resposta a ninguém. Respondeu Marcos.
- Está bem. Disse Kleber
Lory sentiu se mal e pediu que levassem ela para casa, Marco a convenceu em ficar. Quando ouviram a apresentadora do evento chamando Kleber e Luci como o melhor casal da noite.
Marcos riu baixinho fazendo sinal na Lory, como se tivessem outras pessoas a ganharem mais enquanto o pai de Kleber era o dono da escola.
Então, Luci começou dançando na roda e todos os convidados atentos e aplaudirem entra o Kleber que a companha na dança e no final da dança Luci pede atenção de todos e chama:
- Senhoras e senhores com vocês a filha do senador!!
E todo mundo admirado por notarem que era a Lory de quem se tratava, alguns riam outros cochichavam e ela não queria dançar porque não era o objetivo de ela chamar atenção das pessoas.
- O que vamos fazer, eu nem sei dançar! Disse Marcos.
-Ninguém vai dançar pode se acalmar. Disse Lory ao Marcos.
-Estão com medo ou não sabem dançar¿ Perguntou Luci.
Todo mundo ficou rindo do Marcos e a Lory, quando entra Bruce arrumado tocando violino até Lory e a pegou na mão e ela obedeceu começaram a dançar como ninguém no meio deixando impressionado todo mundo na festa, e a Luci saiu de vergonha com seu namorado.
Quando terminaram de dançar todo mundo aplaudiram, Lory ficou feliz por Bruce estar ali e deu um abraço forte nele deixando o Marcos saindo com ciúmes. Ela sai atrás do Marcos pedindo desculpas por não ser com ele a dança.
Mas marcos entendeu. Mesmo triste, fingiu estar bem.
- Ei Bruce você estuda aqui, e nem me falou nada¿ (rindo)
- Não estudo. É que minha tia está trabalhando no evento e eu estou ajudando ela. Disse Bruce
-Muito obrigado mesmo por me tirar dessa. Boa noite agora tenho que ir Bruce antes que o Marcos não fique bravo comigo. Disse rindo Lory.
- Está bem, vai nessa e está muito linda hoje. Rsrs..
Marcos a levou para casa. E quando chegaram ela pediu mais uma vez desculpas ao Marcos e agradeceu por ele entender.
Depois daí Marcos procurou aprender a dançar para não passar mais vergonha como na noite anterior.
Passando um tempo, Lory voltou a dançar e formaram uma dupla com Bruce e ensaiavam com o grupo e depois na casa de Lory, que virou uma rotina.
Com o tempo Lory começou a gostar do Bruce, mas ele nunca notava, como menina inexperiente sentia vergonha de falar para ele, e ele nem a notava em tudo que fazia por ele.
Pai de Lory vendo isso chamou Bruce para almoçar em casa para dando um empurram nele que ele entendesse os sinais que sua filha dava. Mas o menino nunca notava agia normalmente com a lory.
No final do almoço senador pergunta para Lory: - Too vendo alguém apaixonada aqui. (em um tom de brincadeira).
- Nada de mais pai, é só meu amigo. Respondeu Lory
E foi sendo assim sempre tentando esconder o que sentia por Bruce. Quando Marco liga um dia e convida ela para ir á praia. E ela não aceita, dizendo que tinha coisas para fazer. Então Marcos pede para que ele a ajudasse nas mesmas coisas, e ela sem ter mais desculpas aceita.
Quando Marcos chega na casa de Lory, o senador no tom de brincadeira grita: - Ora ora quem esta aqui. Como vc este meu menino ¿
- Eu estou bem senhor senador, a Lory está em casa¿ Perguntou o Marcos
- Filha o Marcos esta aqui em baixo. Está sim rapaz. Disse o senador
Ao descer as escadas Lory sente umas dores no abdômen e se apoia na parede, Marcos corre até ela e a segura chama o senador. O senador ouvindo corre rapidamente e sem pensar duas vezes leva para o hospital.
Chegando lá Dr. Lucas encaminha ela para sala e deixa o senador e o Marcos o lado de fora.
Se passaram uma hora e o doutor vem até o senador e pergunta se ela tem se sentido bem ultimamente depois daquele ferimento.
- Sim doutor ela tem estado bem, isso só aconteceu hoje mesmo. Respondeu o Senador
- Lamento em te dizer ela não está nada bem, precisa de uma cirurgia urgente para remoção do coração que foi atingido da vez passada, tudo indica que ela não estava tomando remédio direto em casa. Disse o Dr Lucas
- Não acredito nisso doutor. Reclamou o senador
- Temos que encontrar um doador de órgão antes que tudo fique pior. Disse o Doutor
Saiu correndo daí o senador atrás de contatos para ver se conseguem um doador para sua filha. Mas não encontrava ninguém.
Falou com todos que conhecia, mas ninguém se disponibilizou.
- Doutor quanto tempo tenho para essa cirurgia ¿ Perguntou o senador ao telefone com o doutor
- Quatro dias.
Senador viajou para Miami para ter com um doador que prometeu ajudar em troca de 80 mil dólares.
Quando chegou o senador se depara com o caso do doador que foi morto pela polícia com dez tiros no peito, porque era traficante. Só que já não havia mais tempo para um outro doador, então o senador só tinha mais um dia, ele resolveu voltar para fazer um transplante de coração para sua filha, chegando em Los Angeles é telefonado para lhe informar que já não havia tempo para um transplante que o dia em que o doutor deu era incerto.
Foi aí que ela perdeu a esperanças de salvar sua filha, mesmo assim foi até o hospital mais rápido possível lutando até as últimas forças. Quando chegou por lá o doutor estava na sala de cirurgia e não poderia atende-lo no momento.
Ele gritou de angustia, chorou vendo a vida de sua filha acabando sem ele poder fazer nada. Até que o doutor saiu rápido da sala e foi ter com ele dizendo que a filha sobreviveu, por intermédio de um doador que se disponibilizou.
Feliz por saber que sua filha estava fora de perigo, senador perguntou: - Quem foi o doador ¿ Como conseguiram ¿
- Não se sabe o certo quem é mais temos o registo dele, eu te passo assim que terminar o que estou fazendo aqui certo ¿ disse o doutor
-Está bem doutor. Quando posso ver minha filha ¿ perguntou o senador
- De momento não podes a ver, mas quando der eu te falo, por enquanto fica aguardando. Disse o doutor.
Senador ficou feliz por não perder a filha que se esqueceu de perguntar quem foi o doador. Ficou no hospital toda noite que a filha não poderia receber visitas, até no outro dia que o doutor voltou até ele e disse que tinha má noticia.
Deixando o senador muito triste e preocupado.
- Não, não, não!  doutor não pode ser, o doutor disse que tudo estava bem como assim doutor! Chorando de desespero o senador
- Calma senhor, tenha calma. Não é com sua filha. É o doador. Disse o doutor triste
Ele acabou de morrer agora porque não aguentou depois da cirurgia.
- Como assim¿ Perguntou o senador
Quem é a pessoa que doou ¿ mostra-me o registro que quero ver quem é. Disse o senador
Espera um pouco senhor. Disse o doutor
Depois de uns minutos, o doutor volta trazendo a documentação do doador.
-NÃOO! Gritou o senador
-Não pode ser ele doutor.
 - O senhor conhece ¿ perguntou o doutor
-Sim. É o amigo dela. Respondeu o senador
Faz todo sentido. Ele antes de morrer pediu para dizer no senhor que o senhor é muito forte e para cuidar da Lory, porque ela precisa muito do senhor. E deixou também um vídeo antes da cirurgia que pediu para dar na Lory assim que acordar se tudo der certo. Disse o doutor
O doutor lagrimejou junto do senador e o abraçou pedindo para ser forte, que a vida vai continuando e que a lory precisará de você forte e saudável.
No mesmo dia, o senador procurou nos contatos do telefone da Lory número de um familiar do amigo dela para poder apoiar nesse momento. Mas não encontrava nenhum número ficou preocupado com isso e esperou os familiares do garoto no hospital.
Foi assim que chegaram algumas pessoas mais próxima do rapaz chorando de angustia. E o senador não teve coragem ficou perto deles e só conseguia chorar.
- Sinto muito, sinto muito. Foi tudo culpa minha. Dizia o senador
O senador apoio a família em tudo que estavam precisando ficou por lá alguns dias pagou um enterro digno para o menino e só depois de tudo que regressou para o hospital, onde encontrou sua filha acordada sorrindo sem saber de nada.
Ela vendo tristeza no rosto de seu pai perguntou o que estava se passando, porque estava daquele jeito e porque não estava lá quando acordou.
Foi aí quando o senador deu a câmera na sua filha, e ela não entendendo nada pensou logo em outra coisa.
- Primeiramente Bom dia, boa tarde ou boa noite Princesa.
- Já faz um tempão que eu tento te falar que amo você, mas sempre tive medo do seu pai, da tua resposta. Talvez seja por isso que fingia que não se passava nada, e que por isso nunca falei. A verdade é que eu amo você desde o primeiro dia em que levei você para casa, no primeiro abraço e na primeira risada.
É como diz o ditado né, quando a noite não é suficiente a madrugada não escapa.
Mesmo que eu lhe mostrasse todo amor que sinto por você, ainda assim será pouco, porque não se pode medir o que sinto por você. Queria falar isso para você, mas sempre tinha vergonha de dizer, aliás tu és a filha do senador né (rindo), eu só apenas um menino como qualquer.
Se você estiver vendo este vídeo é porque tudo deu certo, ainda que eu me sair bem daqui não conseguirei lhe dizer isso, porque sou tímido e porque tenho tanto medo de estragar a nossa amizade só sei que amo você e que es uma menina muito inteligente e linda sei que vais encontrar alguém, só espero ter provado que não sou um covarde (rindo).
Eu te amo lory e amarei para todo o sempre seu pai é como um pai para mim, ele cuida de você e te entende por isso merece que você o trate bem, mas se não tratar eu venho pessoalmente puxando seu nariz (rindo). Se cuide e cuide do meu coraçãozinho que estará com você como símbolo do meu amor por você adeus Lory...(sorrindo).
Foi aí onde Lory se apercebeu que se tratava do Marcos que era ele que foi o doador. Era o Marcos quem amava ela desde a escola, mas sempre não teve coragem, por ser um menino simples enquanto ela era a filha de uma das pessoas mais importantes da cidade.
Sei que vais se perguntar sobre o Bruce (risada), pois bem o Bruce é homossexual por isso não entendia o sinal que Lory o dava, ela era como irmã e amiga aos mesmos tempos. Quem o Bruce é apaixonado era mesmo o Dr. Lucas que sempre que Bruce vinha no hospital dava umas pegadas no Doutor dentro do consultório dele.
Depois de algumas semanas de volta para casa, Lory e seu pai decidem viajar para a capital e recomeçar suas vidas novamente e tentar esquecer o que houve, mesmo sabendo que é impossível fica assim a tentativa de fugir do passado mesmo preso.
Nossos olhos nem sempre verão o que está na nossa frente, mas o que está na nossa frente não permanecerá lá para sempre. Olhe o mais distante que puder, da atenção a quem nunca saiu perto de ti, da oportunidade a ti mesma e seja como a águia que mesmo distante ela consegue enxergar perfeitamente.
É como se diz né, quando a noite não é suficiente a madrugada não escapa ou melhor quando tudo parece obvio nossos olhos não conseguem enxergar.
Por isso seja sincero com você mesmo porque se você não for sincero com você mesmo com quem mais serás? Todos os dias tem sempre uma tarde, mas nunca é tarde para dizer o que sentes e não existe momento para se declarar.


 

   
 
Mbiavanga Adão Garcia
Enviado por Mbiavanga Adão Garcia em 10/07/2018
Código do texto: T6386844
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mbiavanga Adão Garcia
Golf 2 - Luanda - Angola, 24 anos
38 textos (520 leituras)
1 e-livros (5 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/18 17:59)
Mbiavanga Adão Garcia