Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Livro: Planeta diverso - Matéria prima na ilha do tremor - Capítulo 03.03 - O PESQUISADOR DESPREOCUPADO COM A VIDA

O PESQUISADOR DESPREOCUPADO COM A VIDA

O pesquisador deixou para ir na ilha um dia depois que recebeu a notícia do governador Brian pessoalmente na sala secreta. No segundo dia pegou uma carona com o capital Lincon no Submarino C-22. O Submarino C-22 não pode se aproximar da ilha, poderia ficar enganchado. O pesquisador deixou o submarino e dava várias braçadas na água todo desengonçado até chegar na ilha, passou o dia todo sentado na ilha.
Mais ao longo do dia Agtor de dentro do submarino C-22 olhando da luneta avistava na ilha o pesquisador. Agtor diz ao capitão.
- Capitão aquele pesquisador é bem doidão.
- Também achei – Diz o Capitão - Isso acontece com as pessoas que pesquisam de mais.
- Acho melhor a gente oferecer uma carona para ele. Durante a noite os tremores de terra na ilha são mais fortes, com certeza ele não vai conseguir dormir - O Capital começa a esvaziar toda água do compartimento do Submarino C-22. O Submarino C-22 começa a subir lentamente até ficar pela metade do nível do mar. Agtor depois de muito esforço para abre o alçapão do submarino C-22
- Esse alçapão precisa passar por reparos – Agtor sai do Submarino e começa a gritar.
- EI..... EI..... QUER CARONA? – O pesquisador sem entender diz gritando.
- O QUE? – Agtor grita novamente.
- QUER CARONA? – O pesquisador continuava sem entender nada, Agtor super treinado nas profundezas do mar dá um mergulho em direção a ilha – O capitão diz.
- O que este garoto está fazendo.
Agtor chega na ilha se aproxima do pesquisador e diz.
- Quer carona para Cidade de Olfines. O submarino C-22 é o meio de transporte mais rápido da cidade – Agtor continuou conversando com o pesquisador – Na minha infância já tive vontade de ser cientista. Posso saber o que você fez de pesquisa hoje na ilha – O pesquisador respondeu.
- Fiquei aqui sentado curtindo a paisagem. Tentando entender, porque quem está na cidade de Ofines não consegue ver a ilha e quem está da ilha não consegue ver a cidade de Ofines. Agtor disse.
- É por causa da curvatura do planeta diverso – O pesquisador fez uma cara e comentou.
- Verdade, porque não pensei nisso antes.
Do submarino o capitão começou a gritar.
- EI..... EI..... VAMOS EMBORA OU AS DUAS MOSINHAS VÃO FICAR NAMORANDO – Agtor sem entender o que o Capitão disse. Diz ao pesquisador.
- Não podemos ficar aqui por muito tempo, acho que o capitão Lincon está chamando a gente, na ilha sempre tem tremores de terra acho que você não vai conseguir dormir de noite, quer ir embora para a cidade de Olfines – O pesquisador respondeu.
- Quero sim – Diz Agtor.
- Então vamos.
- Espere, preciso pegar as amostrar – Agtor diz eu pego para você se não você vai demorar mais ainda.
Agtor como um boto mergulhou dois metros de profundidade e recolheu várias amostras do objeto brilhante não identificado, levou para o Submarino C-22 rapidamente, o pesquisador ainda dava braçadas todo desengonçado em direção ao Submarino C-22. Depois de muitas braçadas o pesquisador chega no Submarino C-22 e disse.
- Finalmente cheguei. Pegou as amostras Agtor?
- Sim peguei – Agtor lhe entrega as amostrar. O Pesquisador ficou surpreso e comentou.
- Este tipo de material não está catalogado na tabela periódica, este sim é um material que precisa ser cuidadosamente examinada. Não vejo a hora de chegar no laboratório de pesquisa e começar a analisar – Enquanto pesquisador falava Agtor fazia força para fechar o alçapão do submarino. O pesquisador disse.
- Pelo visto este Submarino C-22 está precisando passar por alguns ajustes – Agtor disse.
- Também acho – O pesquisador diz.
- Vou avisar o governador que este Submarino precisa passar por algumas reformas – Agtor diz.
- Acho muito difícil o governador deixar o Submarino C-22 parado para que passe por algumas reformas.
- Também acho – Disse o capitão.
- Os piratas podem aparecer e querer retomar a Cidade de Olfines – Disse agtor.
- Você acredita em lendas. Piratas não existem isso não passa de um conto – Assim afirmava o Pesquisador.
- O mais importante agora é saber o que tem de especial neste material que acabamos de recolher, pelo visto tem uma porção deste material na ilha bem abaixo do nível do mar – Afirmava o Capitão do Submarino C-22 tentando mudar de assunto.
Em quanto isso o empresário da empresa GleGoo com o seu barco a motor lentamente estava indo em direção da ilha do tremor. Pois estava na busca do objeto brilhante não identificado que havia escutado através da caneta que capta o som com a ajuda de seu aparelho octoc que retransmite as mensagens de voz.

(Autor: Alex Leonardo da Silva.)

CONTINUAÇÃO NO PRÓXIMO CAPÍTULO;
Alex Leonardo da Silva
Enviado por Alex Leonardo da Silva em 05/08/2018
Código do texto: T6410125
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alex Leonardo da Silva
Taboão da Serra - São Paulo - Brasil, 31 anos
73 textos (964 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/18 11:17)
Alex Leonardo da Silva