Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEBRANDO BARREIRAS - INQUIETO - PARTE 7

                                      XIV - INQUIETO

Everybody is restless, everybody is scared
(E todo mundo está inquieto, todo mundo está assustado.)
Everybody is looking for something that just ain’t there
(Todo mundo está procurando por algo que simplesmente não está lá.)
Everyboby is restless!
(Todo mundo está inquieto!)

                        “Restless” – do Álbum Breaking Hearts – 1984


                           
                          Um sorriso maroto surgiu nos lábios de Elton.
- O que é isso? Um questionário erótico?
- Não há nada de erótico em se sentir falta de alguém, disse Bernie.
- Eu não posso sentir falta de algo que eu não tenho, Bernie.
- Resposta inteligente, gostei. Mas gostaria de ter?
   Elton cruzou as pernas, abraçando os joelhos.
- É difícil responder...
- Não, não é. Ou você quer alguma coisa ou não quer. Se você chegou a pensar em se casar com ela é porque alguma coisa você sente em relação a ela e pode ser vontade de tê-la.
- Pensando por esse lado... acho que sim.
- Ela te atrai?
   Elton respirou fundo.
- Você entenderia se eu dissesse que... o que me atraiu nela primeiro foi... a personalidade dela e não... a parte física?
- Te conhecendo como conheço, entenderia, mas já te passou pela cabeça que se você se casar com ela, não vai dormir só com a personalidade dela e sim com o corpo dela?
   Elton achou engraçado o jeito com que Bernie descreveu o corpo da moça, circulando suas curvas no ar com as mãos.
- Ah, Bernie, você está levando as coisas prum campo difícil!
- Como difícil? É o lógico! Acho ótimo que ela seja capaz de atrair você pelo modo de ser, pela alma ou pelo caráter, mas... você se casaria com uma... extraterrestre, só porque ela tinha a intenção altruísta de salvar a terra da Terceira Guerra Mundial?
- Você está comparando a Renate com uma extraterrestre?
- Não desconversa, cara. Não estou comparando nada. Estou analisando você! Responda!
- Tudo bem, você tem razão, mas eu não vou me casar com um corpo; vou me casar com uma... mulher que pensa e sente as coisas como eu. Quanto à sua pergunta: ...eu me casaria sim, se houvesse uma chance de eu ser feliz. Já houve um tempo em que eu e um extraterrestre, vistos lado a lado, não tínhamos a menor diferença, por que eu devo repudiá-los? Eu já fui um deles!
- E é disso que eu tenho medo, Elton. Você analisa as pessoas por você. Você pensa que todo mundo é igual a pensa igual a você, mas não é...
- Eu sei que não é! – Elton exaltou-se. – Eu sei que... Você está certo, mas eu acho que já progredi um pouco. Com a Linda a coisa foi meteórica. Em menos de uma semana que eu havia conhecido ela, já estava morando com ela, ela... tinha... engravidado de mim, sem dormir comigo! Com a Ali demorou um pouquinho mais, mas apesar de ter morado com ela, eu não queria me casar, nunca... pensei nisso. A Renate não é a Linda e nem a Ali. Nem se compara. A Linda era uma... aventureira barata que todo mundo conhecia, menos eu. A Ali era isso que você falou. Uma mulher que não conseguia se encontrar com um homem só. Eu a respeito muito, mas ela era assim. A Renate não... A Renate é... simples, é meiga, inteligente, sem afetações, sem nariz empinado por cima da minha cabeça quando fala comigo. Em outra época, já teria me casado com ela, se ela quisesse, teria mesmo, mas... eu nem falei nisso ainda. Eu ainda não me importei em reparar nela por fora. Ela é bonita pra mim... por dentro, por enquanto. Você se casou com uma escultura, Bernie, feita pra você.
   Bernie sorriu levemente.
- Não me compare com você...
  Elton continuou:
- Sua mulher é linda, mas você teve a chance de escolher...
   Bernie balançou a cabeça e o dedo indicador, negando.
- Não tive não. Eu estava bem perdido naquela época. Não fui eu que escolhi a Toni, foi ela que me achou e me escolheu.
- Que seja, mas justamente por tudo isso, você não ficaria com ela se não gostasse do que via, mesmo perdido como você diz que estava. O que te atrai numa mulher não é o mesmo que me atrai.
- Lá vem você me vulgarizando outra vez...
- Não estou te vulgarizando, irmãozinho, juro que não. Mas sei que você não se casaria com Renate Blauel... eu sim. Aquela coisa dentro de mim que me faz sentir... instável, inquieto, com medo da reação das pessoas em relação a mim está voltada só pra uma pessoa agora, pra ela. Eu preciso muito saber o que ela pensa de mim, mas... quero que ela me diga, sem que eu pergunte.
- E que diferença faz isso?
- Toda diferença do mundo, Bernie! Linda me... via como um boneco que ela carregava com ela, mas não tinha nenhum respeito por mim, não se importava com o que eu queria, com o que eu pensava. Nem gostava das minhas músicas! A Ali, bem, a Ali não era tão radical assim, mas era quase a mesma coisa, um pouco menos vulgar, um pouco menos humilhante pra mim, mas ela fazia questão de pensar ou de fingir ignorar que, apesar de rico e famoso, eu era... gay.
   Os olhos dele se encheram de água. Bernie baixou os olhos.


                             XIV – INQUIETO - PARTE 7
       OBRIGADA, SENHOR, PELAS MINHAS INQUIETAÇÕES...
                            E PELAS MINHAS CERTEZAS!
                                          BOM DIA!
                            DEUS NOS ABENÇOE A TODOS

Velucy
Enviado por Velucy em 14/02/2020
Código do texto: T6865745
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Velucy
São Paulo - São Paulo - Brasil
1675 textos (10980 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/02/20 22:30)