Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dinheiro

Era uma vez, em um lugar pobre e cheio de gente que fala muito, uma mulher de meia de idade, escutava música de Beto Barbosa e ela ía no bola embola da música e ela cantava, "louca, loucura divina, loucura bandida e dois amores na cabeça, o homem que amava e o homem que era um vulcão de paixão, ela se comunicava com o apaixonado e o homem que a amava estava lhe procurando, sendo que não aguentou a tentação, apesar de amar esse homem alto, bonito e educado, ela cedeu ao destino que estava escrito nas estrelas e ela não deixava de telefonar para o seu homem apaixonado, que ela não queria que essa história em que os envolvia morresse, pois ele a amava, o cíume os separou, mas ela estava disposta a contactá-lo e dizer o quanto sentia de amor por ele, ela não queria que esse laço fosse para sempre rompido, porque ela o tinha como um homem protetor que era parte da alma dela e também ele era um homem sofrido, por ter a amado e pelos caminhos tortuosos que andou e o seu amor que estava dentro dela e que ela mantinha no seu coração, como o sangue que fazia a sua vida pulsar, estava a um passo mais perto dela e ela não sabia...
Janete Silva
Enviado por Janete Silva em 22/03/2020
Código do texto: T6894174
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Janete Silva
Recife - Pernambuco - Brasil, 39 anos
78 textos (1190 leituras)
1 áudios (25 audições)
1 e-livros (11 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/04/20 12:17)
Janete Silva

Site do Escritor