Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANDY - AR & MAR - PARTE 7

                                         VII – AR & MAR

                                        Amanda e Laila riram.
- Pena que eu não pude ajudar, justamente nesses últimos dias, disse Amanda, tocando na mão de Laila.
- Já valeu a intenção, filha.
- Ah, não valeu, não! - disse Marco. – Ficou dormindo o tempo inteiro. Ano que vem, ela faz sozinha!
   Ele abraçou Amanda, beijando sua testa e as duas riram.
- Meu presente está no seu quarto, filhote. Você não quer ver?
- Presente? Ainda tem presente?
- Claro! Sua cama está que não cabe mais nada. Tivemos que colocar muita coisa no chão! Vamos até lá?
- Só que tem quer ir de olhos fechados, falou Amanda.
- Eu, hein! - ele fez, fechando os olhos tampados pelas mãos dela.
   As duas o guiaram até o quarto e, lá, o fizeram parar. Laila, então, colocou em suas mãos uma pequena caixa de veludo preto.
- Adivinha primeiro, antes de abrir, disse Laila.
- Ah, mãe, eu sou péssimo nisso...
   Ele apalpou a caixa e sorriu.
- Pelo tamanho... um carrinho de pilhas?
- Não! - as duas responderam, rindo.
- Hum... Caixinha de veludo... caprichou, hein, dona Laila!
   Ela sorriu.
- Ei, espera um pouco... Meu Deus do céu, mãe... Não pode ser...
- Diga o que você acha que é!
- Aquele relógio... que eu falei que adorei, quando a gente foi comprar as alianças pro casamento.
   As duas sorriram uma para a outra e Amanda tirou a mão da frente dos olhos dele.
- Pode abrir os olhos.
  Ele os abriu e viu em suas mãos a caixinha onde estava um relógio de ouro lindo. Ficou olhando para ele, extasiado.
- Deus do céu, mãe... Ele é ainda mais bonito de perto...
- Gostou?
   Marco colocou o relógio no pulso e abraçou a mãe, levantando-a do chão.
- Eu adorei! Te amo muito! Obrigado.
- Também te amo, meu anjo. Agora, prepare de novo o coração para o presente da Amanda. Vire devagar.
- Por quê? - ele perguntou, olhando para Amanda. – Não me diga que a Madonna está aí atrás, ao vivo e a cores?
- Devagar, bobão! - Amanda pediu, rindo.
   Ele obedeceu e virou-se lentamente para olhar para a parede atrás dele.
   No lugar onde antes havia o pôster da cantora Madonna, havia outro do mesmo tamanho de Amanda, de corpo inteiro, em pose de dança, vestida com as roupas que usava, durante a aula de jazz que ele assistiu.
  Marco ficou boquiaberto e aproximou-se mais.
- Vocês querem me matar...
   Amanda sorriu, abraçada a Laila.
- Quem é que precisa da Madonna? - ele perguntou, sem tirar os olhos do pôster, estendendo a mão para que Amanda a pegasse.
   Ele a puxou para si e a abraçou. Laila saiu lentamente do quarto, para deixá-los sozinhos. Marco começou a chorar, abraçando-se a ela, não conseguindo mais conter a emoção.
- Eu tive tanto medo de passar esse dia sem você!
- Eu estou aqui. Não chora.
   Ele olhou novamente para o pôster e perguntou:
- Quando você tirou essa foto?
- Um pouco antes de ir para a aula, no dia em que você foi me ver. Se você não tivesse ido, essa roupa seria uma surpresa, agora.
- Se eu não tivesse ido, ela não teria tanto significado pra mim, agora. Eu fiquei todo arrepiado quando te vi dançando dentro dela.
   Amanda sorriu, corando, depois acariciou o rosto dele.
- Perdão por ter te feito sofrer tanto, disse.
- Perdão por ter te feito perder um mês da sua vida, ele falou.
- A culpa não foi sua e eu não perdi nada. Eu ganhei você...
- Eu já era seu...
   Eles se beijaram.



                                         AR & MAR
                                          PARTE VII

                         OBRIGADA PELA COMPANHIA
                                      E BOM DIA!

                               2021 ESTÁ CRESCENDO!

                       PAZ, LUZ, ALEGRIA E HARMONIA
                        SAÚDE E MUITAS BÊNÇÃOS A TODOS

                   ESPERANÇA E CONFIANÇA NO FUTURO SEMPRE!

                       QUE BOM QUE SONHAR AINDA É DE GRAÇA!

Velucy
Enviado por Velucy em 11/01/2021
Código do texto: T7157072
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Velucy
São Paulo - São Paulo - Brasil
2125 textos (15468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/01/21 06:19)