Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E HAVIA UM DEUS QUE NUNCA ESTAVA LÁ

MINHA MÃE DIZ QUE DEVO APRENDER A TRABALHAR
MEU PAI DIZ QUE EU DEVERIA TER NASCIDO MORTO
A SOCIEDADE DIZ QUE DEVO SER FELIZ
OS SETE ANJOS NADA DIZEM
ESCREVO PALAVRAS DE SOFIMENTO
ESCUTO MÚSICAS DE SOFRIMENTO
SOFRIMENTO É O QUE ME ALIVIA
SOFRIMENTO É TUDO QUE TENHO
A ETERNA CHUVA DE LÁGRIMAS
A ETERNA SOLIDÃO DOS CORAÇÕES
QUE VIVEM NA SOMBRA
E  HAVIA UM DEUS QUE NUNCA ESTAVA LÁ
E HAVIA UM DEUS QUE ME DEIXOU SOZINHO
E HAVIA UM DEUS NO NEVOEIRO
OS HOMENS TUDO DESTROEM
OS DEUSES TUDO ESQUECEM
OS HOMENS MATAM SEUS DEUSES
E CRIAM NOVOS
CADA VEZ PIORES
CADA VEZ QUE BEBO MINHA CACHAÇA
SINTO UM POUCO DE DEUS EM MIM

Weirdo
Enviado por Weirdo em 01/09/2007
Código do texto: T633966

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Weirdo
São Gabriel - Rio Grande do Sul - Brasil, 30 anos
13 textos (526 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 06:30)
Weirdo