Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR UM BREVE MOMENTO...


                                                  Senhor eu confesso...
                                               Que às vezes, por um breve momento
                                             Eu, sofridamente até penso,
                                           Que tu também, esquecestes de mim!
                                         E quando a dor se faz mais pungente,
                                       E a necessidade mais urgente....
                                     Quando suplico aflitamente,
                                   E o socorro não vem...
                                 Senhor eu confesso: que nessas vezes
                               Por um breve momento,
                             Meu coração em frangalhos questiona:
                           Se sois mesmo o meu pai,
                         Por mim muito amado
                       Ou apenas, um padrasto irado
                    A querer eternamente me punir?
                    Pois tudo o que sei nessas horas,
                       É que preciso de teu colo
                         Pra me aconchegar e acalmar
                           Todo o pranto que choro,
                             Por não mais suportar
                               O peso enorme da cruz que carrego...
                                 Senhor eu confesso!
                                   Que diante de tanto sofrimento,
                                     Tenho medo de não resistir
                                       E num momento de fraqueza
                                         De tudo isso desistir...
                                           Pois, não consigo entender teus desígnos
                                             E a tua maneira de me amar,
                                               Cada vez mais permitindo
                                                  Que tudo à minha volta desabe
                                                  Mesmo conhecendo a minha verdade
                                               E sabendo que eu infelizmente
                                             Já não tenho mais forças,
                                           Pra me levantar e juntar os cacos...
                                         Senhor ... por favor eu te peço
                                       Não me permitas nunca
                                     Que eu perca a fé que ainda tenho em ti...
                                  Pois sem ela meu pai,
                                Eu confesso não ser capaz
                              De sobreviver a este caos
                            Em que se tornou o meu viver...

                                              Flor de Lyz
                                       12 de junho de 2018



                           
                       
                                   

                 
Flor de Lyz
Enviado por Flor de Lyz em 12/06/2018
Código do texto: T6362700
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Flor de Lyz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
311 textos (4608 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/18 20:49)
Flor de Lyz