Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CLEMÊNCIA

Ó, SER ONIPOTENTE, ONICIENTE E ONIPRESENTE
ME TÊNS EM TUA FORTALEZA PARA TODO O SEMPRE
NÃO ME ROGO DE LODAÇA
SE O QUE SINTO É FRAQUEZA
NÃO ME VANGLORIO
POIS SOZINHO COMPADEÇO
CONHECE-TE QUERO
JÁ QUE MIL FACES LHE DESENHEI
DE TU'ALMA SÁBIA E GENEROSA
SOIS LÍMPIDO, IMPOLUTO
DE ANSEIOS ME CURVO PERANTE TI
SENHOR DO UNIVERSO
VEJA MEUS OLHOS PERPLEXOS
MEUS LÁBIOS EM TERREMOTO
QUE MURMURANDO INSISTE

"PERDOE-ME, Ó  PAI!"
ROSANA ALVES
Enviado por ROSANA ALVES em 22/09/2007
Código do texto: T663673
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ROSANA ALVES
Jaguariaiva - Paraná - Brasil, 38 anos
327 textos (15059 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 19:09)
ROSANA ALVES