Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na solidão do computador

Aqui, na solidão do meu computador, começo a digitar escorregando meus dedos pelas letras. O pensamento fica impaciente com a demora das mãos. Os olhos já estão ardendo, o trabalho do dia diante da tela, já os esgotaram. Mas ainda assim, a vontade de estar aqui neste monólogo escrito é maior. Pensando naqueles amigos que conheci através da net, alguns certamente nunca conhecerei pessoalmente. Alguns demoraram-se alguns textos, outros apenas umas poucas palavras, outros se enfureceram com algo mal digitado e mal interpretado. E você que agora me lê, se descobre também nesta sopa alfabética? Acho que todos os amigos dormem, ninguém on-line...silêncio na tela. Tenho que ir dormir, amanhã a rotina me chama...mas aqui a cada dia se torna mais e mais necessário. Outro dia chorei. Descobri que a vida não é real. Talvez fosse melhor dizer que o que eu pensava da vida não é real. Agora tenho que buscar novamente minhas verdades. Não posso deixar que a prisão se faça. Ih, tá chato! ah... então vou dormir.
Sam
Enviado por Sam em 16/05/2005
Reeditado em 28/05/2009
Código do texto: T17382
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Sam
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil
284 textos (23878 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 03:31)