Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amor nunca se perde

Num azul profundo, entre tantos rostos vi claramente os teus que me fitavam com ternura.
E deslumbrada, extasiada corri na ânsia de querer-te.Estavas firme e envolvido no sentimento que te embalava.
Me joguei, então em teus braços.
Num momento de delicadeza me rodaste como se o mundo a ti pertencesse.
Presos assim, pelo inexorável ato, flutuava de emoção e delírio por te haver conquistado.
Todos os esboços feitos de ti, tornavam-se agora límpidos.Eras o alguém que por tanto tempo busquei.
Fui displicentemente conjugando teus verbos...
Atordoada com a magia desse encontro,abandonei-me aos teus encantos e a tua dolência.
Domestiquei-me e possuída enveredei-me em ti!
Louca!Apaixonada!Farta!
Vivias em mim e descansavas a cabeça no meu colo,para que controlasse teus respiros.
Era então, extremamente fácil te amar...
Induzias-me a cada vez mais,adocicar meus sentimentos.
A paixão, reconheço agora, entranha como visgo. Adquire formas, gostos e cores.
Difere de tudo que se possa palpar.Torna-se algumas vezes, inamissível!
Nessa loucura plena, nesse delírio intrujo, fui deflagrando meus pedaços arrastando minha alma,di(vagando)minha vida,pra viver pra ti e por ti...
MariSaes
Enviado por MariSaes em 01/08/2006
Reeditado em 01/08/2006
Código do texto: T206628


Comentários

Sobre a autora
MariSaes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1698 textos (66140 leituras)
2 e-livros (54 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/03/21 14:24)
MariSaes