Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escolhas

E não iria adiantar se eu tentasse escrever... Ou se eu disser.
Se eu tentasse entender o que se passa aqui, tudo às vezes é tão estranho, que acabo achando tudo normal, quem se foi quem ficou quem eu vejo, mas não sinto, e quem eu sinto e nunca vejo.

É legal toda expectativa que crio dentro da minha mente e me liga ao coração...
Às vezes é intenso sentir e retardar o prazer que o tempo de espera me faz sentir, quase sempre me ira, mas me compensa no olhar de vez enquando, às vezes de vez em nunca!

Não espero mais, não espere também, que venha algo em teu favor, que venha algo pra preencher, ou até te completar... não te contei?
Isso nunca existiu!
O completo é você ser incompleto, é buscar sempre sabendo que ali o outro também vai falhar, em toda diferença que há, vai falhar.

Vamos seguir assim, agente vai se sentir bem também...

Não espere nunca mais que eu te espere, porque isso não vai acontecer nunca mais!
Não espero coragem de quem não nasceu pra ter coragem, de quem às vezes não sabe receber amor.

Não seja solitário por opção, quando você pode ser bem acompanhado, eu escolho viver acompanhada, eu escolho amar, sentir, escolho sempre desejar, não estar completa, mas desejar!

Sá Óli.


Sabrina de Oliveira
Enviado por Sabrina de Oliveira em 14/08/2010
Código do texto: T2437054

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sabrina de Oliveira
São Carlos - São Paulo - Brasil, 38 anos
7 textos (3224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 22:02)
Sabrina de Oliveira